Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Franceses fazem homenagem às vítimas do atentado em Nice - Jornal Brasil em Folhas
Franceses fazem homenagem às vítimas do atentado em Nice


Franceses prestaram uma homenagem nesta segunda-feira (18) às mais de 80 vítimas do massacre ocorrido em Nice, na semana passada, e fizeram um minuto de silêncio diante do Monument du Centenaire, próximo à avenida Promenade des Anglais, palco do ataque.

Líderes franceses, prefeitos e representantes diplomáticos, como a cônsul italiana Serena Lippi, compareceram à cerimônia.

O primeiro-ministro da França, Manuel Valls também foi ao evento, mas recebeu vaias do público ao chegar ao local e gritos para que ele trocasse de emprego. Ontem (17) ele disse que o ataque não era evitável e que não existe chance zero para o terrorismo.

Autoria

Na noite da última quinta-feira (14), no feriado em que se comemora à queda da Bastilha, Mohamed L. Bouhlel, de 31 anos, atropelou uma multidão que se reunia para assistir à tradicional queima de fogos na orla de Nice. Ele dirigiu um caminhão por cerca de dois quilômetros a uma velocidade de 80 km/h. Mais de 80 pessoas morreram e 200 ficaram feridas, sendo 54 crianças e 50 em estado gravíssimo.

A França, que já foi alvo de um atentado em novembro cometido pelo grupo extremista Estado Islâmico que deixou 130 mortos, investiga se o massacre em Nice tem ligações com terrorismo. Um tio do autor do ataque disse à agência Associated Press que Bouhlel se radicalizou há cerca de duas semanas, através de um recrutador argelino membro do Estado Islâmico em Nice. Mas as autoridades francesas não confirmaram a informação.

O ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, ressaltou que, até o momento, não foram comprovadas ligações com redes terroristas. Não podemos excluir que ele era um indivíduo desequilibrado e muito violento. E me parece que sua psicologia mostra estes traços de caráter. [É preciso confirmar] Se foi apenas um momento de surto ou uma radicalização rápida, comentou Cazeneuve.

Apesar disso, Valls e o presidente François Hollande vêm dizendo, desde a semana passada, que o massacre em Nice tem padrões de ataque terrorismo.

Hollande também ordenou aumentar o combate ao Estado Islâmico. De acordo com o ministro da Defesa, Jean-Yves Le Drian, foram realizados novos ataques nesta madrugada contra posições do Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

Também hoje, a secretária de Estado Juliette Meadel garantiu à Ansa que, a partir da semana que vem, serão concedidas as primeiras indenizações às vítimas do ataque.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212