Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Conferência sobre Aids termina pedindo mais financiamento - Jornal Brasil em Folhas
Conferência sobre Aids termina pedindo mais financiamento


A 21ª Conferência Internacional sobre a Aids na África do Sul terminou nesta sexta-feira com apelos para que se aumente o financiamento da luta contra a doença, enquanto a busca pela cura continua e 2,5 milhões de pessoas continuam se infectando pelo HIV por ano.

O trabalho simplesmente não é feito, disse a presidente da Sociedade Internacional de Aids (IAS), Linda-Gail Bekker, para milhares de delegados na cerimônia de encerramento do evento.

Durante os cinco dias da conferência, 15.000 pessoas que vivem com HIV morreram, (...) e mais de 28.000 foram infectadas com o HIV, acrescentou.

Isto me indigna e me assusta, e não vejo espaço para complacência, completou Bekker.

Cerca de 15.000 cientistas, ativistas e doadores se reuniram na cidade portuária sul-africana de Durban para discutir os mais recentes avanços na luta contra uma epidemia que matou mais de 30 milhões de pessoas em 35 anos.

Enquanto o número de novas infecções se estabilizou, o financiamento sofreu uma queda.

Um estudo da Unaids e da Fundação Kaiser Family apresentado na conferência apontou uma queda de bilhões de dólares em financiamentos de governos, de US$ 8,6 bilhões em 2014 para US$ 7,5 bilhões no ano passado.

Estamos em um momento particularmente crítico para o futuro do financiamento, disse Bekker, que é a primeira mulher africana a comandar o IAS.

O alerta chega dois meses antes de uma conferência da organização de financiamento internacional Fundo Global no Canadá.

O Fundo Global foi criado em 2002 com o objetivo de arrecadar dinheiro para a luta contra a Aids, a malária e a tuberculose.

A organização está pedindo um financiamento de pelo menos US$ 13 bilhões dos governos doadores.

Uma falha na tentativa de preencher esse déficit só custaria mais dinheiro, disse a Rede de Advogados do Fundo Global no início desta semana.

Um estudo divulgado pelo grupo nesta semana alertou sobre 21 milhões de mortes evitáveis ​por Aids ​e 28 milhões de novas infecções pelo HIV nos próximos seis anos se o Fundo Global não conseguir os US$ 13 bilhões solicitados.

Tudo se resume a isso: se as pessoas vivem ou morrem em muitos países é algo que vai depender de como os doadores respondem ao chamado do Fundo Global para a ação, disse Bekker. Vidas dependem do Fundo Global, completou.

Cerca de 36 milhões de pessoas no mundo vivem com o HIV e a AIDS, principalmente na África subsaariana.

Destes, apenas 17 milhões estão recebendo tratamento.

A ONU definiu 2030 como o prazo final para acabar com a epidemia de Aids.

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE