Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


10 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chavismo pede anulação de aliança opositora por fraude eleitoral - Jornal Brasil em Folhas
Chavismo pede anulação de aliança opositora por fraude eleitoral


O governante Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) pediu nesta terça-feira ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE) o cancelamento da inscrição como legenda da opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD), que solicita a ativação de um referendo revogatório do mandato do presidente Nicolás Maduro, por fraude eleitoral no processo.

Viemos solicitar o cancelamento da inscrição do partido político MUD por estar incurso na mais gigantesca fraude eleitoral de nossa história, disse o governista Jorge Rodríguez em declarações a jornalistas na sede do Poder Eleitoral em Caracas.

Rodríguez afirmou que a solicitação se deve às supostas irregularidades cometidas durante a coleta de assinaturas para solicitar a ativação do referendo, entre as quais citou a inclusão de dados de falecidos, inabilitados políticos e menores de idade.

O governista destacou que o CNE está obrigado a atender este requerimento do chavismo imediatamente e de forma expedita, embora tenha evitado falar sobre as consequências que teria esta solicitação, se for aprovada, no processo para revogar o mandato de Maduro que é impulsionado pela oposição.

Como se vai ativar um artigo da Constituição (o referendo revogatório) com um embasamento tão profundamente manchado?, se perguntou o governista depois de se reunir com a presidente do CNE, Tibisay Lucena, a quem entregou o documento com a solicitação de anulação.

No último mês de junho o chavismo apresentou um requerimento perante o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) pela suposta fraude nas assinaturas apresentadas pela oposição para solicitar a ativação do referendo.

A MUD, por sua parte, deve marchar amanhã até a sede do CNE em Caracas para pedir ao Poder Eleitoral que convoque a nova fase do processo para o revogatório, que consiste em colher manifestações de vontade equivalentes a 20% dos inscritos no Cartório Eleitoral, o que representa o apoio de cerca de quatro milhões de eleitores

 

Últimas Notícias

Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato
Porto de Santos movimenta 110 milhões de toneladas de carga em 2018
Alimentos da cesta básica estão mais caros em 16 capitais brasileiras
Vendas internas de veículos novos têm melhor resultado desde 2015
BNDES lança programa para atender startups
Mercosul e UE retomam negociação com expectativa de acordo até março
Poupança tem menor captação para meses de novembro em três anos
Toma posse diretoria da nova Agência Reguladora de Mineração

MAIS NOTICIAS

 

Moro reafirma “confiança pessoal” em Onyx
 
 
Após discussão, votação do Escola sem Partido em comissão é suspensa
 
 
Senado aprova projeto que congela distribuição de recursos do FPM
 
 
Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
 
 
Balança comercial tem segundo melhor superávit para meses de novembro
 
 
Enel anuncia R$ 3,1 bi em distribuição de energia em São Paulo

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212