Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Crise no Brasil intensifica perdas da Cnova no segundo trimestre - Jornal Brasil em Folhas
Crise no Brasil intensifica perdas da Cnova no segundo trimestre


A Cnova, filial de e-commerce do grupo Casino, anunciou nesta terça-feira um prejuízo líquido de 116 milhões de euros no segundo trimestre, afetada pela crise econômica no Brasil.

A empresa sofreu uma retração em suas vendas de 19,4% (- 14,1% a taxas de câmbio constantes) no valor de 665 milhões de euros, e uma margem bruta de queda de 24,5%, a 86 milhões de euros.

A margem bruta recuou perto de um ponto percentual, a 12,9%, enquanto o resultado operacional atual tem uma perda de 44 milhões de euros, contra apenas 9 milhões de euros de retração no mesmo período de 2015.

No segundo trimestre de 2015, a Cnova tinha registrado uma perda líquida de 24 milhões de euros.

Até 30 de junho, a empresa acumulava um déficit de 181 milhões de euros contra um excedente de 50 milhões de euros um ano antes.

A gigante francesa da distribuição Casino realizou no começo de maio grandes manobras para sanear sua filial de comércio on-line, em dificuldades.

Entre as medidas estava prevista a transferência de sua filial brasileira, a Cnova Brazil, à Viarejo, uma de suas outras filiais, para voltar a se concentrar em suas atividades de e-commerce na França, onde o site de vendas on-line Cdiscount tem desempenho muito melhor.

Além do clima econômico pouco favorável do país, a Cnova Brazil foi alvo a partir de dezembro de uma investigação interna, concluída em 22 de julho, sobre a gestão de seus estoques - uma situação que havia levado seu diretor, German Quiroga, a se demitir no fim de 2015.

A Cnova afirma manter ativamente discussões com a Via Varejo a respeito da possível aproximação com a Cnova Brazil.

Contudo, no estado atual das discussões entre as duas partes sobre as cláusulas-chave do acordo, a Cnova considera que as condições específicas segundo a norma IFRS 5 não foram atendidas até 30 de junho para considerar a transação entre a Cnova Brazil e a Via Varejo como altamente provável.

Consequentemente, a Cnova Brazil foi mantida nas contas da Cnova nos títulos das atividades mantidas em 30 de junho.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212