Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Alerta em Honduras por zika após oito casos de microcefalia em bebês - Jornal Brasil em Folhas
Alerta em Honduras por zika após oito casos de microcefalia em bebês


As autoridades de Honduras anunciaram nesta terça-feira (26) que oito bebês nasceram no país com microcefalia, a maioria por casos associados ao zika, e chamaram a população a combater o mosquito que transmite a doença.

Nosso sistema de vigilância reportou neste mês de julho oito bebês com microcefalia e desses, sete só nesta semana afirmou a ministra de Saúde, Yoloni Batres, em coletiva de imprensa.

Cinco das mulheres que tiveram filhos com microcefalia sofreram quadros de zika, mas outras três afirmam não ter tido nenhum dos sintomas do vírus, como febres, erupções e conjuntivite, entre outros, afirmou a ministra.

Batres acrescentou que há mais 493 mulheres grávidas com alto risco de ter bebês com microcefalia, assim como com a síndrome de Guillain-Barré, que provocou três mortes no decorrer do ano.

O vírus da zika, que se propaga principalmente através do mosquito Aedes aegypti, está associado a malformações em fetos, como a microcefalia e transtornos neurológicos como a síndrome de Guillain-Barré.

Sete dos bebês com microcefalia nasceram na cidade Choluteca e um em Tegucigalpa.

Batres destacou que Choluteca vive uma emergência por causa do surto de zika, e o Ministério de Saúde está definindo uma equipe para reunir-se com as forças da cidade e preparar planos destinados a combater o vetor.

A ministra explicou que as autoridades de saúde ajudarão as mães que têm bebês afetados pela microcefalia com programas de reabilitação para que comecem o tratamento o quanto antes.

Ao longo do ano, 57.969 pessoas já sofreram alguma das três doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti: 27.869 de zika, 16.860 de dengue e 13.240 de chicungunha.

A zika é uma doença que pode ser prevenida com o envolvimento da população no esforço em eliminar o mosquito, que tem que ser visto como uma arma mortal, como uma roleta russa, sentenciou a ministra.

As autoridades de saúde empreendem uma forte ofensiva na capital e em outras três zonas do país, com o apoio de 2.000 militares e da comunidade, para destruir os criadouros do mosquito nas casas, apesar de as três doenças continuarem se expandindo de forma incontrolável.

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212