Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Clones da ovelha Dolly envelheceram com boa saúde - Jornal Brasil em Folhas
Clones da ovelha Dolly envelheceram com boa saúde


Quatro cópias idênticas de Dolly, a famosa ovelha clonada que morreu prematuramente em 2003, já completaram nove anos de vida e sobrevivem sem problemas, revelou um estudo publicado nesta terça-feira na revista científica Nature Communications.

Debbie, Denise, Dianna e Daisy, irmãs idênticas nascidas 11 anos depois de Dolly, se encontram em boa saúde, segundo pesquisadores que estudam o envelhecimento dos animais clonados.

As quadrigêmeas foram criadas a partir das células da mesma glândula mamária usando uma técnica chamada transferência nuclear de células somáticas (TNCS).

Dolly nasceu há 20 anos, em 5 de julho de 1996, e viveu até os seis anos - ou seja, a metade do tempo normal para sua raça, Finn Dorset. Aos cinco anos, desenvolveu artrite no joelho, e um ano depois morreu em consequência de uma doença pulmonar.

Os problemas de saúde de Dolly e sua morte prematura puseram em evidência os riscos da clonagem.

Os ratos de laboratório clonados, por exemplo, são propensos à obesidade e a morrer jovens.

Kevin Sinclair, da Universidade de Nottingham, na Inglaterra, examinou cuidadosamente as quatro Dollys nascidas em julho de 2007, assim como outras nove ovelhas que foram clonadas a partir de diferentes culturas celulares.

Os 13 animais, de entre sete e nove anos, são fruto de trabalhos de laboratório destinados a melhorar a eficácia da TNCS.

Os pesquisadores mediram a tolerância das ovelhas à glicose, sua sensibilidade à insulina, sua pressão arterial e saúde óssea, na que descreveram como a primeira avaliação completa do envelhecimento de animais clonados.

Algumas das ovelhas tinham artrite branda, e uma delas tinha uma forma moderada dessa doença, que não são incomuns na sua idade. Nenhum dos animais é manco como Dolly.

Envelhecer normalmente

Apesar da sua idade avançada, nenhuma das ovelhas era diabética, e todas tinham pressão arterial normal.

Os dados, segundo a equipe, foram convincentes, indicando que a TNCS não tem efeitos adversos prejudiciais a longo prazo na saúde das crias em idade adulta.

A TNCS consiste em remover o núcleo que contém o DNA de uma célula que não seja de um óvulo ou esperma - uma célula da pele, por exemplo - e implantá-lo em um óvulo não fertilizado do qual o núcleo foi removido.

Uma vez transferido, o óvulo reprograma o DNA maduro de volta para um estado embrionário, com a ajuda de um choque eléctrico, e começa a desenvolver um embrião.

Não há registros de nenhum humano que tenha sido criado dessa forma.

Apesar de melhoras recentes, a técnica continua sendo ineficiente e cara. Apenas uma pequena porcentagem dos embriões clonados sobrevive ao nascimento.

O consenso apoiado pelos dados atuais é que os clones que sobrevivem são saudáveis e parecem envelhecer normalmente, afirma o estudo.

A clonagem animal é usada no setor agrícola, principalmente para criar animais reprodutores, assim como no negócio de trazer de volta animais de estimação mortos para seus donos.

Um vídeo das ovelhas quadrigêmeas pode ser visto no link:

www.youtube.com/watch?v=Pv1znYTjwv4

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212