Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo de Goiás entrega 494 moradias em Goianésia - Jornal Brasil em Folhas
Governo de Goiás entrega 494 moradias em Goianésia


O governador Marconi Perillo e o presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Stival, participam, nesta sexta-feira (05/08), às 11 horas, da entrega de 494 unidades habitacionais no Residencial Ipê, em Goianésia, Vale do São Patrício. As moradias foram construídas com recursos estaduais do programa Cheque Mais Moradia, no valor de R$ 9,8 milhões. A Caixa Econômica Federal operacionalizou, por sua vez, financiamento do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR). O investimento no empreendimento é superior a R$ 38 milhões. “O governador Marconi Perillo tem feito uma revolução na habitação de interesse social em Goiás. A Agehab vem batendo todas as metas de construção e entrega de casas do programa Goiás Mais Competitivo. Moradia digna é condição essencial para melhoria da qualidade de vida e desenvolvimento econômico e social de nosso Estado”, frisa Luiz Stival.
Além da entrega das casas, haverá liberação de mais uma etapa de Cheque Construção do convênio de parceria direta do Governo de Goiás com a Prefeitura de Goianésia para construção de mais 500 moradias, no Residencial Jardim do Cerrado. Um total de 119 famílias deste grupo assinam Cheques Mais Moradia que serão utilizados para construção das casas. Ao final o conjunto receberá um investimento de R$ 10 milhões do programa estadual de habitação.
A dona de casa Silvana Silva Camargo, de 30 anos, é uma das beneficiárias que receberá sua moradia nesta sexta-feira entre 494 famílias. Segundo ela, o benefício público vai mudar drasticamente a vida da família, composta ainda pelo marido, o auxiliar de mecânico Antônio Rodrigues da Silva, de 44 anos, e os três filhos do casal, Kauan, 12, Erik, 10, e Rodrigo, 6 anos. “A gente vai conseguir liberar praticamente metade da renda da casa”, explica a mãe.
São 500 reais todos os meses de aluguel que, somados às contas de água e energia, comprometem boa parte do pouco mais de R$ 1,2 mil do salário do marido. Com o dinheiro que deixará de ser pago no aluguel, Silvana pretende investir na educação dos filhos. “Além de comprar material escolar, que é sempre caro, quero contratar professor particular de reforço”, planeja.
A segurança para a filha Micaely, de 7 anos, também está entre os motivos de alívio da salgadeira e confeiteira Adriana Lopes da Silva, de 30 anos, que recebe por mês um salário mínimo. Solteira, ela diz que seu maior medo até agora era não dar conta do aluguel de 300 reais, que está deixando para trás. “Vou mudar no sábado mesmo, porque o último aluguel que vou pagar na minha vida vence nessa sexta-feira”, comemora.

Investimentos em moradia

No total, o município de Goianésia garantiu desde 2011 mais de R$ 51 milhões de investimentos na área de habitação, sendo que quase metade, R$ 23,5 milhões, diretamente do Governo de Goiás por meio Cheque Mais Moradia. Além das 494 moradias do Residencial Ipê e das 500 a serem construídas no Jardim do Cerrado, o município tem em andamento a construção de 101 casas no Setor Sul.
A cidade está recebendo ainda mais de 1.000 Cheques Mais Moradia na modalidade Reforma, metade deles já entregues, e a ampliação do Centro Social, cujas obras estão recebendo recursos da modalidade Comunitário. Na região do Centro Goiano, onde está localizada Goianésia, já são mais de R$ 170 milhões garantidos para a área habitacional em 31 munícipios.
Cerca de R$ 77 milhões desse montante são do programa estadual de habitação, combinados em contrapartida com outros R$ 87 milhões liberados pela União. Entre os benefícios há entrega de novas unidades habitacionais, reforma de moradias já existentes, mas em condições precárias, e ainda construção e reforma de equipamentos comunitários.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212