Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA: Texas tem primeira morte de bebê por malformação ligada ao zika - Jornal Brasil em Folhas
EUA: Texas tem primeira morte de bebê por malformação ligada ao zika


Um bebê nascido com uma grave malformação cerebral causada pelo vírus da zika morreu no estado americano do Texas, informaram na terça-feira as autoridades sanitárias.

Trata-se da primeira morte relacionada ao vírus nesse estado do sul dos Estados Unidos.

O departamento de saúde do estado informou que a mãe foi infectada pelo zika durante uma viagem pela América Latina, e que deu à luz no condado de Harris, vizinho de Houston.

O bebê morreu pouco depois de nascer, e é a primeira morte relacionada com o zika no Texas, afirmaram as autoridades em um comunicado.

Os resultados de um exame confirmaram recentemente a condição do bebê e o vínculo com o zika. A mãe e o bebê estão classificados entre os casos de infecção relacionados com viagens, e não há nenhum risco adicional vinculado a eles no Texas, acrescenta a nota.

Na maioria das vezes, o zika causa apenas sintomas brandos, e a doença passa despercebida em 80% dos casos.

No entanto, o vírus é particularmente perigoso para as mulheres grávidas, visto que pode causar danos permanentes ao feto em desenvolvimento, incluindo a microcefalia, uma malformação congênita na qual o bebê nasce com o crânio e o cérebro menores que a média.

No Texas, foram registrados 97 casos de zika, incluindo duas crianças com microcefalia.

Todos estes casos estão relacionados a viagens internacionais para regiões onde a transmissão do zika está ativa, segundo o comunicado.

Até o momento, a Flórida é o único estado americano a relatar que mosquitos estão transmitindo o vírus.

Acredita-se que 21 casos de zika autóctones registrados na área de Miami foram transmitidos localmente por mosquitos infectados com o vírus no bairro turístico de Wynwood, no norte da cidade.

Outros 357 casos registrados na Flórida foram de pessoas que foram infectadas durante viagens para fora dos Estados Unidos.

A candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton, fez uma parada nesta zona na tarde de terça-feira, como parte da sua viagem de campanha pela Flórida, estado chave para as eleições de novembro.

Em uma visita a um centro médico em Wynwood, urgiu aos líderes do Congresso que convoquem uma sessão extraordinária e aprovem uma medida que desbloqueie os fundos necessários para combater o zika no país.

Os Estados Unidos já detectaram mais de 1.600 casos de zika, todos introduzidos por pessoas infectadas em viagens para o exterior. Entre eles, 426 ocorreram na Flórida, dos quais 57 pacientes são mulheres grávidas.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos afirmam que 15 crianças nasceram no país com malformações relacionadas com o zika, e que seis abortos espontâneos estão associados à infecção pelo vírus.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212