Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA: Texas tem primeira morte de bebê por malformação ligada ao zika - Jornal Brasil em Folhas
EUA: Texas tem primeira morte de bebê por malformação ligada ao zika


Um bebê nascido com uma grave malformação cerebral causada pelo vírus da zika morreu no estado americano do Texas, informaram na terça-feira as autoridades sanitárias.

Trata-se da primeira morte relacionada ao vírus nesse estado do sul dos Estados Unidos.

O departamento de saúde do estado informou que a mãe foi infectada pelo zika durante uma viagem pela América Latina, e que deu à luz no condado de Harris, vizinho de Houston.

O bebê morreu pouco depois de nascer, e é a primeira morte relacionada com o zika no Texas, afirmaram as autoridades em um comunicado.

Os resultados de um exame confirmaram recentemente a condição do bebê e o vínculo com o zika. A mãe e o bebê estão classificados entre os casos de infecção relacionados com viagens, e não há nenhum risco adicional vinculado a eles no Texas, acrescenta a nota.

Na maioria das vezes, o zika causa apenas sintomas brandos, e a doença passa despercebida em 80% dos casos.

No entanto, o vírus é particularmente perigoso para as mulheres grávidas, visto que pode causar danos permanentes ao feto em desenvolvimento, incluindo a microcefalia, uma malformação congênita na qual o bebê nasce com o crânio e o cérebro menores que a média.

No Texas, foram registrados 97 casos de zika, incluindo duas crianças com microcefalia.

Todos estes casos estão relacionados a viagens internacionais para regiões onde a transmissão do zika está ativa, segundo o comunicado.

Até o momento, a Flórida é o único estado americano a relatar que mosquitos estão transmitindo o vírus.

Acredita-se que 21 casos de zika autóctones registrados na área de Miami foram transmitidos localmente por mosquitos infectados com o vírus no bairro turístico de Wynwood, no norte da cidade.

Outros 357 casos registrados na Flórida foram de pessoas que foram infectadas durante viagens para fora dos Estados Unidos.

A candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton, fez uma parada nesta zona na tarde de terça-feira, como parte da sua viagem de campanha pela Flórida, estado chave para as eleições de novembro.

Em uma visita a um centro médico em Wynwood, urgiu aos líderes do Congresso que convoquem uma sessão extraordinária e aprovem uma medida que desbloqueie os fundos necessários para combater o zika no país.

Os Estados Unidos já detectaram mais de 1.600 casos de zika, todos introduzidos por pessoas infectadas em viagens para o exterior. Entre eles, 426 ocorreram na Flórida, dos quais 57 pacientes são mulheres grávidas.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos afirmam que 15 crianças nasceram no país com malformações relacionadas com o zika, e que seis abortos espontâneos estão associados à infecção pelo vírus.

 

Últimas Notícias

Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida
Bolsonaro reitera que decisão sobre médicos cubanos é humanitária

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212