Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Marconi pede empenho para erradicar o Aedes em Goiás - Jornal Brasil em Folhas
Marconi pede empenho para erradicar o Aedes em Goiás


Ao prestar contas da força-tarefa criada mês passado para eliminar focos do mosquito Aedes aegypti, em evento na tarde desta quinta-feira, dia 28, no Centro de Convenções de Goiânia, o governador Marconi Perillo assinou ordem de serviço que determina à Secretaria de Saúde providências necessárias para combater e erradicar o mosquito em Goiás. A medida objetiva, principalmente, dar autonomia aos agentes de saúde, policiais e bombeiros para acessarem imóveis cujos proprietários se recusarem a permitir a entrada dos agentes que fazem a vistoria e, imediatamente, o controle e a eliminação dos focos do mosquito.

Durante a solenidade, Leonardo Vilela apresentou o balanço das ações desenvolvidas de dezembro a janeiro. Já foram visitados 1,1 milhão dos 3,12 milhões de imóveis dos 246 municípios goianos. Nos imóveis visitados, foram encontrados 25.479 focos do mosquito Aedes, que transmite doenças como a dengue, chikungunya, zika e febre amarela.Logo que encontrados, os focos foram eliminados. Entretanto, os agentes, policiais, bombeiros e voluntários que trabalham na força-tarefa encontraram dificuldades, pois dentre os domicílios visitados, 206.020 estavam fechados, e em outros 1.969 os proprietários se recusaram a deixá-los entrar. Segundo levantamento da Secretaria de Saúde, os imóveis fechados têm cerca de 60% dos criadouros do mosquito.

Esforço

Marconi ponderou que, para promover a erradicação do Aedes, meta do Governo de Goiás, foi necessária a adoção de medida que permita aos agentes acessarem esses imóveis. “Goiás está fazendo um excelente trabalho, graças ao envolvimento e à união de todos nós. Um trabalho sem cor ideológica, partidária. Nosso trabalho impressionou muito o ministro da Saúde, Marcelo Castro. E em um ato corajoso e honesto, quando reconheceu que o Brasil está perdendo a guerra para a dengue, ele também reconheceu o esforço de Goiás como um Estado que precisa ser seguido, especialmente em relação a esse acompanhamento que estamos fazendo através do Conecta SUS, com atualização de dados em tempo real”, afirmou.

Leonardo Vilela informou que o ministro enviou equipe a Goiás para conhecer o trabalho da força-tarefa, para que possa ser aplicado em outros estados. Atualmente, 20 mil pessoas, dentre agentes de saúde, policiais, bombeiros e voluntários trabalham no combate ao mosquito da dengue. O secretário destacou que foram realizadas 15 reuniões com os prefeitos goianos, que unanimemente se dispuseram a participar da força-tarefa e mobilizaram suas equipes.

Durante o evento, o governador também assinou decreto que institui o Comitê Estadual de Mobilização Social contra o Aedes aegypti, para acompanhar e avaliar as ações de combate e estimular a criação dos comitês municipais. Ele assinou, ainda, ordem de serviço determinando o início das atividades da Patrulha Mecanizada de Desenvolvimento Regional Suporte e Auxílio de Combate à Dengue.

Bônus aos municípios

Leonardo Vilela anunciou que o governador autorizou a entrega de um certificado de Município Livre de Aedes àqueles que, de junho a dezembro, erradicarem o mosquito. O governo também dobrará a contrapartida financeira repassada às cidades que atingirem a meta, recursos esses em função dessa campanha.

Marconi afirmou que o resultado do balanço apresentado motiva o governo estadual a lançar a audaciosa meta de erradicação do mosquito Aedes. Ele informou, ainda, que todos os superintendentes do programa Renda Cidadã e os membros dos programas Jovem Cidadão e Menor Aprendiz também trabalharão na força-tarefa em todos os municípios. “O mais importante é que estamos todos mobilizados. Não podemos parar. Temos tido todo o apoio do governo federal e tenho a certeza de que vamos vencer a luta”, declarou.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212