Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Marconi pede empenho para erradicar o Aedes em Goiás - Jornal Brasil em Folhas
Marconi pede empenho para erradicar o Aedes em Goiás


Ao prestar contas da força-tarefa criada mês passado para eliminar focos do mosquito Aedes aegypti, em evento na tarde desta quinta-feira, dia 28, no Centro de Convenções de Goiânia, o governador Marconi Perillo assinou ordem de serviço que determina à Secretaria de Saúde providências necessárias para combater e erradicar o mosquito em Goiás. A medida objetiva, principalmente, dar autonomia aos agentes de saúde, policiais e bombeiros para acessarem imóveis cujos proprietários se recusarem a permitir a entrada dos agentes que fazem a vistoria e, imediatamente, o controle e a eliminação dos focos do mosquito.

Durante a solenidade, Leonardo Vilela apresentou o balanço das ações desenvolvidas de dezembro a janeiro. Já foram visitados 1,1 milhão dos 3,12 milhões de imóveis dos 246 municípios goianos. Nos imóveis visitados, foram encontrados 25.479 focos do mosquito Aedes, que transmite doenças como a dengue, chikungunya, zika e febre amarela.Logo que encontrados, os focos foram eliminados. Entretanto, os agentes, policiais, bombeiros e voluntários que trabalham na força-tarefa encontraram dificuldades, pois dentre os domicílios visitados, 206.020 estavam fechados, e em outros 1.969 os proprietários se recusaram a deixá-los entrar. Segundo levantamento da Secretaria de Saúde, os imóveis fechados têm cerca de 60% dos criadouros do mosquito.

Esforço

Marconi ponderou que, para promover a erradicação do Aedes, meta do Governo de Goiás, foi necessária a adoção de medida que permita aos agentes acessarem esses imóveis. “Goiás está fazendo um excelente trabalho, graças ao envolvimento e à união de todos nós. Um trabalho sem cor ideológica, partidária. Nosso trabalho impressionou muito o ministro da Saúde, Marcelo Castro. E em um ato corajoso e honesto, quando reconheceu que o Brasil está perdendo a guerra para a dengue, ele também reconheceu o esforço de Goiás como um Estado que precisa ser seguido, especialmente em relação a esse acompanhamento que estamos fazendo através do Conecta SUS, com atualização de dados em tempo real”, afirmou.

Leonardo Vilela informou que o ministro enviou equipe a Goiás para conhecer o trabalho da força-tarefa, para que possa ser aplicado em outros estados. Atualmente, 20 mil pessoas, dentre agentes de saúde, policiais, bombeiros e voluntários trabalham no combate ao mosquito da dengue. O secretário destacou que foram realizadas 15 reuniões com os prefeitos goianos, que unanimemente se dispuseram a participar da força-tarefa e mobilizaram suas equipes.

Durante o evento, o governador também assinou decreto que institui o Comitê Estadual de Mobilização Social contra o Aedes aegypti, para acompanhar e avaliar as ações de combate e estimular a criação dos comitês municipais. Ele assinou, ainda, ordem de serviço determinando o início das atividades da Patrulha Mecanizada de Desenvolvimento Regional Suporte e Auxílio de Combate à Dengue.

Bônus aos municípios

Leonardo Vilela anunciou que o governador autorizou a entrega de um certificado de Município Livre de Aedes àqueles que, de junho a dezembro, erradicarem o mosquito. O governo também dobrará a contrapartida financeira repassada às cidades que atingirem a meta, recursos esses em função dessa campanha.

Marconi afirmou que o resultado do balanço apresentado motiva o governo estadual a lançar a audaciosa meta de erradicação do mosquito Aedes. Ele informou, ainda, que todos os superintendentes do programa Renda Cidadã e os membros dos programas Jovem Cidadão e Menor Aprendiz também trabalharão na força-tarefa em todos os municípios. “O mais importante é que estamos todos mobilizados. Não podemos parar. Temos tido todo o apoio do governo federal e tenho a certeza de que vamos vencer a luta”, declarou.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212