Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Novas estratégicas de combate ao Aedes são discutidas - Jornal Brasil em Folhas
Novas estratégicas de combate ao Aedes são discutidas


Secretários municipais de Saúde, Corpo de Bombeiros, profissionais da Secretaria da Saúde de Goiás (SES) e dos municípios reuniram-se na manhã desta quinta-feira, dia 28 de janeiro, no Centro de Convenções de Goiânia, para avaliar e definir novas estratégias de combate ao Aedes aegypti. Técnicos da Secretaria da Saúde apresentaram números sobre as doenças transmitidas pelo mosquito, esclareceram dúvidas e falaram sobre as principais formas de combate.

O coordenador estadual de Controle de Dengue, Murilo do Carmo Silva, informou que na comparação das três primeiras semanas de 2016 com as três primeiras semanas de 2015, houve uma redução de 1,53% no número de casos de dengue no Estado. “Os primeiros dados deste ano denotam um recrudescimento de casos em relação ao mesmo período de 2015. Nas três primeiras semanas de 2016, foram registrados cerca de 9.300 casos de dengue. Não são números que denotam crescimento exponencial, mas uma constância nos dados. Acredito que isso já possa ser resultado da força-tarefa que está sendo desenvolvida pelo Governo de Goiás.”

Murilo destacou que um dos principais entraves detectados pelas equipes de saúde é a grande quantidade de imóveis fechados. Na busca de soluções para o problema, o coordenador estadual de Controle de Dengue disse que entre as medidas discutidas estão o uso de autorização judicial e o contato com imobiliárias, que segundo ele podem facilitar a entrada nestes imóveis.

Para o secretário de Saúde de Morrinhos, André Luiz Dias Mattos, a reunião é um importante momento para troca de experiências e informações entre os municípios. “Podem ter havido ações que não deram o resultado esperado e outras que deram muito resultado. Essa troca de informações é importante para que não percamos tempo com ações que não deram certo e reforcemos aquelas que tiveram bons resultados.”

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212