Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Dinheiro da Saneago era usado até para bancar coquetéis no Palácio das Esmeraldas, diz procurador - Jornal Brasil em Folhas
Dinheiro da Saneago era usado até para bancar coquetéis no Palácio das Esmeraldas, diz procurador


Em entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (24), na sede da Polícia Federal, em Goiânia, o procurador da República, Mário Lúcio Avelar, afirmou que os recursos desviados da Saneago eram usados para financiar partidos políticos, dívidas de campanha, e até mesmo "para bancar coquetéis no Palácio das Esmeraldas".

“Para obtenção de contratos com a Saneago algumas empreiteiras pagavam propina e distribuíam recursos. A má gestão ficou caracterizada pela inexecução de obras que se iniciaram em 2007 e até agora não foram concluídas”, disse o promotor sobre a Operação Decantação, deflagrada pela PF.
Avelar ainda falou que as investigações prosseguem e que já é possível afirmar que recursos públicos eram apropriados e desviados a favor da organização criminosa.
Em nota, o Governo de Goiás informou hoje que está “inteiramente à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos”. Em seu posicionamento, a administração estadual afirma que acredita na idoneidade dos diretores e superintendentes da Saneago (Saneamento de Goiás S.A) e tem plena certeza de que os fatos apresentados serão plenamente esclarecidos.
"Os procedimentos licitatórios realizados pelos órgãos, autarquias e empresas da administração estadual são pautados pela legalidade e pela transparência. O Governo de Goiás acredita na idoneidade dos diretores e superintendentes da Saneago (Saneamento de Goiás S.A.) e tem a plena certeza de que os fatos apresentados serão plenamente esclarecidos", diz a nota.
Operação
O presidente da Empresa de Saneamento de Goiás S/A (Saneago), José Taveira, e o presidente do PSDB em Goiás, Afreni Gonçalves, que é o diretor de expansão da empresa pública, estão entre os presos.
A PF identificou que dirigentes e colaboradores da empresa de Saneamento de Goiás S/A (Saneago), promoveram licitações fraudulentas na contratação de uma empresa de consultoria envolvida no esquema criminoso. Ainda de acordo com a polícia, recursos públicos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), de financiamentos do BNDES e da Caixa Econômica Federal, foram desviados para pagamento de propinas e dívidas de campanhas políticas.
O contrato de repasse do Sistema Produtor Corumbá IV envolve recursos de R$ 117,3 milhões. Em fiscalização do Ministério da Transparência, houve a identificação de direcionamento de licitação, alteração de quantitativos sem justificativa e inclusão de equipamentos de alto valor, bem como o aditamento a maior pelo primeiro reajustamento de preços. As irregularidades geraram prejuízo efetivo de mais de R$ 1 milhão e prejuízo potencial de R$ 6 milhões, de um montante fiscalizado de cerca de R$ 45 milhões.
Em relação ao Sistema Meia Ponte, que envolveu aplicação de recursos de R$ 67,4 milhões, foi constatado falhas na elaboração da composição de serviços de transporte e descarga de materiais; de formas compensadas para moldagem de concreto armado; de serviços de escavação e carga de material de jazida; além da execução contratual em ritmo lento. Dos pagamentos já efetuados (R$ 16,7 milhões), foi identificado prejuízo efetivo de R$ 3,4 milhões. Também foram fiscalizados recursos em cerca de R$ 30 milhões ainda não pagos, com identificação de prejuízo potencial de R$ 1,7 milhão.
Cerca de 330 policiais federais cumprem 120 mandados judiciais, sendo 11 de prisão preventiva, quatro de prisão temporária, 21 de condução coercitiva e 67 de busca e apreensão na sede de empresas envolvidas e do PSDB, além de residências e outros endereços relacionados aos investigados.
A ação acontece em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Formosa, Itumbiara, São Paulo (SP) e Florianópolis (SC).

 

Últimas Notícias

Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Battisti ficará em isolamento por um ano em prisão na Sardenha
CNN Brasil será lançado neste ano
Toffoli nega habeas corpus preventivo para Battisti
ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212