Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Pesquisa: falta de sabão em escolas públicas dificulta higiene - Jornal Brasil em Folhas
Pesquisa: falta de sabão em escolas públicas dificulta higiene


A oferta de sabão pelas escolas públicas é a principal dificuldade a ser superada no Brasil para que se garantam condições adequadas de higiene aos alunos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com os dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar - Pense 2015, divulgada hoje (26), cerca de 43% dos alunos da rede pública não tinham acesso a sabão na escola. Já na rede particular, apenas 3% dos alunos não tinham esse produto de higiene na escola.

A existência simultânea nas escolas de pia ou lavatório em condições de uso com acesso à água e ao sabão é vivenciada por 61% dos escolares que frequentam o 9º ano do ensino fundamental. A região Centro-Oeste apresenta o menor percentual de alunos em escolas da rede pública que informaram possuir pia ou lavatório em condições de uso, com acesso à água, além de sabão (46,6%).

A disparidade entre as redes pública e privada não se limita apenas à questão da higiene. Embora 72,8% dos estudantes do 9º ano do ensino fundamental tenham quadra de esporte nas escolas que frequentam, na rede pública esse percentual é de 69,2%, enquanto na rede privada, de 94,1%. O acesso a vestiário existia em 22,2% das escolas na rede pública e 67,5% na rede privada.

Consequentemente, somente 17,7% dos alunos da rede pública frequentavam escolas com ambiente mais completo para a prática de esporte (presença de quadra, material esportivo e vestiário simultaneamente). Na rede privada esse percentual era de 66,2%.

Trabalho e estudo

O número de estudantes do 9º ano do ensino fundamental que não trabalhavam aumentou na região Nordeste em 2015 e apresentou o maior percentual do país (88,1%), segundo a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar 2015, divulgada hoje (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2012, ano da pesquisa anterior, o Sudeste possuía o maior percentual: 88,5%.

A pesquisa revelou que 86,6% dos escolares do 9º ano entrevistados responderam não ter nenhum trabalho e 12,2% responderam trabalhar e receber dinheiro por esse trabalho e 1,2% responderam trabalhar e não receber pelo trabalho.

O Rio Grande do Norte (91,7%) e Piauí (91,4%) concentram os maiores percentuais de escolares que declararam não trabalhar. Fora da região Nordeste, o estudo encontrou no Distrito Federal e no Acre (ambos com 90,8%) os maiores percentuais para este quesito. Rio Grande do Norte (7,1%), Piauí (7,8%) e Acre (8,1%) apresentaram os menores percentuais de escolares que declararam ter algum trabalho ou emprego e recebiam por isso.

Dos escolares que responderam trabalhar e receber por isso, 22% estão em Goiás, 20,9% em Mato Grosso do Sul e 20,2% em Santa Catarina, para os maiores percentuais.

Celular e internet

Os dados de 2015 revelaram, ainda, que 87,4% dos escolares brasileiros do 9º ano responderam possuir aparelho celular. Esses percentuais foram maiores nas regiões Sul (92,6%) e Centro-Oeste (89,6%). Dos alunos das escolas privadas, 95,5% e dos alunos das escolas públicas, 86,0% declararam ter aparelho celular.

Quanto à posse de algum tipo de computador (de mesa, netbook, laptop etc.), 69,6% dos escolares brasileiros declararam a posse de algum desses itens: 95,2% de escolas privadas, e 65,2% de escolas públicas. A região Sul, com 80,6%, apresentou o maior percentual e a região Norte, com 51,7%, o menor percentual.

Com relação ao acesso à internet no domicílio, 77,5% dos escolares responderam positivamente, sendo mais frequente nas casas dos estudantes da rede privada (96,8%) do que dos da rede pública (74,3%). As regiões Sudeste (85%) e Sul (84,8%) apresentaram os maiores percentuais e as regiões Nordeste (67,3%) e Norte (62,2%), os menores.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212