Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ex-ministro começa a falar em sessão que encerra oitiva de testemunhas - Jornal Brasil em Folhas
Ex-ministro começa a falar em sessão que encerra oitiva de testemunhas


Brasília - O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, cumprimenta o ex-ministro Nelson Barbosa durante o terceiro dia da sessão de julgamento do impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff

Começou com meia hora de atraso o terceiro dia de julgamento da presidenta afastada, Dilma Rousseff. O sábado será dedicado a ouvir os dois últimos indicados pela defesa da presidente afastada, o ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa e o professor de direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Ricardo Lodi Ribeiro, na condição de informante, a pedido do advogado de Dilma, José Eduardo Cardozo, pelo fato de Lodi ter atuado como assistente de perícia no processo.

Barbosa, que deve protagonizar a participação mais longa do dia, já começou a responder as perguntas de senadores, sendo o primeiro deles o senador Paulo Paim (PT-RS). Apesar do acordo firmado ontem, para que parlamentares favoráveis ao impeachment não se inscrevam para inquirir as testemunhas da defesa, alguns deles constam na lista, como os tucanos Ricardo Ferraço (ES) e Lúcia Vânia (GO).

Como hoje haverá apenas duas oitivas, os senadores acreditam que a sessão será mais rápida, com término previsto para no máximo, até o fim da tarde. Já os contrários ao afastamento definitivo de Dilma devem se inscrever em peso para fazer perguntas com objetivo de reforçar argumentos de que ela não cometeu crime de responsabilidade.

Testemunhas

Nos dois primeiros dias de julgamento – quinta e sexta-feira – cinco dos sete nomes indicados pela defesa e acusação foram ouvidos. Só ontem foram quase 14 horas de sessão e por sugestão de José Eduardo Cardozo o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que preside a sessão, decidiu finalizar a fase de oitivas neste sábado.

Dilma

A segunda-feira (29) promete ser um dia movimentado, já que será todo dedicado a ouvir a presidenta afastada Dilma Rousseff, que virá pessoalmente ao Senado. Além de apresentar sua defesa, ela responderá a perguntas dos senadores.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212