Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Marlúcio demonstra segurança e equilíbrio em debate - Jornal Brasil em Folhas
Marlúcio demonstra segurança e equilíbrio em debate


O candidato a prefeito de Aparecida de Goiânia da coligação Aparecida Merece Mais, Marlúcio Pereira (PSB), participou de um debate entre os prefeitáveis sexta-feira (2) na rádio Vinha FM. Ele manteve um tom equilibrado e sóbrio nas perguntas e demonstrou segurança e experiência administrativa nas respostas dos demais postulantes e do mediador, jornalista Altair Tavares. Marlúcio iniciou o debate dizendo que está preparado para governar Aparecida de Goiânia. Ele recordou sua trajetória política como presidente de bairro e, em seguida, passou por diversos cargos públicos, como secretário, vice-prefeito e deputado estadual por três mandatos. “Minha gestão será técnica e humana. Precisamos fazer uma Aparecida de verdade, por isso, candidatei”, ressaltou.
O prefeitável foi sorteado a fazer a primeira pergunta, direcionada a Gustavo Mendanha (PMDB). “Maguito Vilela prometeu asfaltar todos os bairros no primeiro mandato, mas, em oito anos, não conseguiu. Vocês têm credibilidade para prometer isso de novo?”. Na réplica, o postulante do PSB disse que, dos 115 bairros que o prefeito diz ter asfaltado, muitos já haviam sido parcialmente asfaltados no governo anterior. “O que nós prometermos, vamos cumprir”, assegurou.
No final do primeiro bloco do debate, o candidato Professor Alcides (PSDB) perguntou ao pessebista quais são seus projetos para a segurança pública. Marlúcio respondeu que hoje existe pouco mais do que 50 câmeras de monitoramento nas avenidas. Ele garantiu que monitorará as avenidas e portas de escolas dos municípios, com novas câmeras instaladas; ampliará o efetivo da Guarda Civil Municipal e investirá na roçagem e iluminação da cidade, de forma adequada, pois, a má qualidade desses serviços contribui para o aumento da violência.
O postulante conta que esteve há 3 meses em Medellín, na Colômbia. A cidade era considerada uma das mais violentas do mundo, mas, conseguiu reverter o quadro investindo em educação e cultura. Marlúcio disse que pretende copiar esta experiência de êxito na segurança pública e aplicá-la em Aparecida. “As pessoas estão pedindo iluminação digna, pois, quem acorda 5h30 da manhã para trabalhar, está sendo assaltado. Nós vamos resolver esses problemas”, garantiu.

Saúde
No segundo bloco do debate, novamente Professor Alcides fez perguntas à Marlúcio, desta vez, sobre como resolverá a falta de médicos nos hospitais. O pessebista considerou essa situação um descaso muito grande como a população e, andando pelas unidades de saúde, disse que ficou boquiaberto com a situação vivida pelo aparecidense. Ele assegurou que colocará para funcionar todas as unidades de saúde. O candidato afirmou que irá construir o Hospital Materno Infantil, uma maternidade de excelência para atender as gestantes e mães do município.
Na tréplica, o candidato da coligação Aparecida Merece Mais disse que em 2014 a administração atual gastou 28% dos recursos em saúde; mas, em 2015 e 2016 não conseguiram gastar 12% na área, conforme dados do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). “Nós vamos priorizar o povo, que utiliza o SUS”, afirmou. Marlúcio reclamou que não há sequer um equipamento de Raio X funcionando em Aparecida. “O povo paga um imposto caríssimo. Vamos rever isso”, prometeu.
Em seguida, Marlúcio perguntou a Gustavo Mendanha porque ele não conseguiu construir a nova sede da Câmara Municipal de Aparecida durante quatro anos, já que foi sua principal proposta. Gustavo respondeu que o governo do Estado não liberou os recursos para a obra. Na tréplica, Marlúcio disse que conversou com os responsáveis pela liberação na Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), que informaram que os documentos necessários para efetivar o repasse não foram enviados pela Câmara. Marlúcio disse ainda que, se em quatro anos Gustavo não conseguiu concretizar sua proposta de fazer uma nova sede, questionou se ele daria conta de administrar a segunda maior cidade do Estado. “Maguito não estará mais no poder. Temos que tomar muito cuidado e escolher um prefeito com experiência”, aconselhou.
Na área de educação, Marlúcio disse que é necessário valorizar os profissionais com a revisão de cargos e salários, mas, não pode deixar Cmei fechado durante dois anos. Ele disse que vai duplicar o número de salas de aula e depois transformará as escolas em ensino de tempo integral e, a escolha do secretário de educação será feita através de lista tríplice, com a indicação dos profissionais da educação. Ao final, Marlúcio elogiou o debate e disse que se trata de um espaço democrático, onde os moradores podem conhecer melhor o candidato. Ele ressaltou ainda que, apesar de ter o menor tempo na TV e no rádio e com poucos candidatos a vereador da coligação, está em primeiro nas principais pesquisas de intenção de voto. “As pessoas irão ver quem são os candidatos que estão falando a verdade”, concluiu.

 

Últimas Notícias

Empresários brasileiros apostam em alimentos e bebidas saudáveis
Temporal no RS deixa mais de 360 mil residências sem luz
Livro aborda mentiras contadas por presidentes do Brasil em 100 anos
Setor da cachaça lança manifesto contra carga tributária
Polícia busca PM sequestrado por criminosos na zona oeste do Rio
Bolsonaro passa bem e tem dreno retirado do abdome
PM encontra carro de policial sequestrado no Rio
Festival de Brasília termina hoje com entrega de premiações

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212