Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 População recebe Marlúcio com entusiasmo - Jornal Brasil em Folhas
População recebe Marlúcio com entusiasmo


Moradores e comerciantes do Jardim Alto Paraíso, em Aparecida de Goiânia, receberam de braços abertos o candidato da coligação Aparecida Merece Mais, Marlúcio Pereira (PSB), na manhã de ontem. Ele caminhou pelas principais vias do setor, como as Avenidas Nossa Senhora Aparecida e 4ª Avenida e as ruas São Pedro, Nossa Senhora de Guadalupe e Santa Efigênia.
Marlúcio propôs aos comerciantes a adequação das taxas cobradas para o funcionamento dos comércios, como a que incide sobre estabelecimentos que funcionam após as 18 horas. Ele também se comprometeu com os moradores a equipar e colocar remédios nos postos de saúde. Segundo o prefeitável, medicamentos como Captopril, estão em falta.
O postulante disse que a principal reivindicação dos moradores é o fornecimento de água tratada. “Os canos estão montados há 8 anos e ainda não chegou água ao bairro”, disse. O prefeitável informou que o governador Marconi Perillo (PSDB) deu a garantia de que será feita uma licitação para captar a água do Ribeirão João Leite para abastecer Aparecida de Goiânia. “Todos os problemas de água de Aparecida serão resolvidos e, ocorrendo essa obra, a água chegará ao Jardim Alto Paraíso”, afirmou.
Outra demanda dos moradores, segundo Marlúcio, é por mais segurança. Caso seja eleito, o pessebista garantiu a instalação de câmeras de videomonitoramento em todas as avenidas do bairro interligadas ao 2º Comando Regional de Polícia Militar (CRPM), o mais próximo da região. “Como está perto, qualquer coisa que a polícia verificar de errado, chegará muito rápido ao local”, explicou.
Ele disse ainda que investirá na saúde, colocando para funcionar, em plenitude, todas as unidades de atendimento em no máximo 60 dias após assumir o mandato. “Os postos de saúde não têm médico, não têm remédio, não têm nada. Não justifica. Tem dinheiro para isso. Não pode faltar o básico, que é remédio, médico e os aparelhos de exames funcionando”, declarou.

 

Últimas Notícias

Michelle Bolsonaro e Marcela Temer visitam o Palácio da Alvorada
STF adia decisão definitiva sobre decreto de indulto natalino
Empresário repassou mansão a Adriana Ancelmo, diz delator
Audiência debate mudanças no currículo dos cursos de engenharia
Presidente eleito se reúne com Mozart Ramos, do Instituto Ayrton Senna
MP quer multar prefeitura de SP por falta de manutenção de viadutos
Criação de emprego formal desacelera 24,6% em outubro, revela Caged
Fábio Ramalho considera normal sua candidatura à presidência da Câmara

MAIS NOTICIAS

 

Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
 
 
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
 
 
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
 
 
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados
 
 
Bolsonaro confirma Mandetta para a Saúde
 
 
México habilita 26 empresas brasileiras para compra de carne de frango

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212