Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Monsanto, o grupo rentável de produtos controversos - Jornal Brasil em Folhas
Monsanto, o grupo rentável de produtos controversos


A fusão anunciada nesta quarta-feira (14) entre a americana Monsanto e o grupo alemão Bayer surge em um contexto de consolidação mundial do setor agroquímico e de oposição, principalmente na Europa, aos produtos OGM.

Grupo de 22.500 funcionários fundado em 1901 pelo farmacêutico John Queeny, com sede em Saint-Louis, o nome Monsanto vem do sobrenome de Olga Mendez, esposa de Queeny.

- O que a Monsanto produz?

Desde os anos 1990, o grupo se transformou em especialista dos organismos geneticamente modificados (OGM), principalmente variedades vegetais, além de fabricar pesticidas.

Tem uma fatia de 30% do mercado mundial dos OGM, graças à sua onipresença nos Estados Unidos, onde 80% de seu milho transgênico e 90% de sua soja OGM são usados pelos agricultores.

América Latina (Brasil e Argentina, grandes produtores agrícolas), Índia, China, Filipinas, Canadá e México são também seus principais clientes, assim como os produtores africanos de algodão.

Na Europa, junto com Espanha, Portugal, Bulgária, Malta e Irlanda, a Monsanto simboliza as contradições da agricultura. Somente uma variedade de OGM, o milho MON810, é autorizado na UE.

- Como ganha dinheiro?

Vendendo seus OMG e pesticidas e capitalizando direitos sobre as 1.700 patentes e licenças que detém. O grupo DuPont não apenas é seu grande rival como seu maior cliente.

As patentes também são uma boa fonte de receitas, porque a Suprema Corte dos Estados Unidos proibiu em 2013 a reprodução das tecnologias da Monsanto.

- Quais são suas marcas mais conhecidas?

No ramo de OGM:

- Dekalb para milho

- Asgrow para soja

- Deltapine para algodão

- Seminis e De Ruiter para legumes

Pesticidas:

- Roundup (glifosato)

- Por que foi vendida?

Com a queda dos preços das matérias-primas e dos gastos dos agricultores, a Monsanto foi a primeira que tentou comprar seus concorrentes. Aproximou-se sem sucesso do grupo suíço Syngenta, finalmente adquirido pela companhia chinesa ChemChina.

Nos Estados Unidos, seus compatriotas Dow Chemical e DuPont ganharam a disputa ao anunciar uma fusão em dezembro de 2015, mas a operação continua esperando o aval das autoridades antimonopólio.

- Quanto vale a Monsanto?

Na Bolsa, o grupo dirigido por Hugh Grant vale aproximadamente US$ 47 bilhões. Em 2015, registrou um volume de negócios de US$ 15 bilhões, uma queda de 5,4%, obtendo um lucro líquido de US$ 2,31 bilhões (-15,5%).

- A Monsanto sempre foi especialista dos OGM?

No início, o grupo comercializava apenas um produto: um adoçante artificial, ou sacarina sintética.

Nos anos 1920, a Monsanto se transforma em um importante fabricante de aspirina e de compostos químicos, como os PCB (bifenilas policloradas), usados como lubricantes e revestimentos impermeáveis.

Depois, lançou-se aos detergentes e plásticos e, na década de 1950, passou a produzir compostos químicos relacionados com urânio para as bombas nucleares.

A partir dos anos 1960, junto com o Dow Chemical, grupo que fabrica o Agente Laranja, dioxina usada na guerra do Vietnã.

Depois, fabrica o aspartame com o grupo alemão I-G Farben, fabricante da aspirina Bayer.

Os anos 1980 e 1990 marcam uma inflexão com a produção de hormônio de crescimento bovino sintético e com os cereais OGM.

Muitos desses produtos renderam vários processos ao grupo.

- E agora?

Além dos OGM, a Monsanto encontrou um novo eldorado: a análise dos fluxos de dados () para ajudar os agricultores a se adaptarem à mudança climática. O objetivo é penetrar nos mercados mais difíceis.

A empresa também comprou por US$ 930 milhões a Climate Corporation e seu aplicativo Climate Basic.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212