Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Cinema sob demanda pode colocar nas salas filmes de fora do circuito comercial - Jornal Brasil em Folhas
Cinema sob demanda pode colocar nas salas filmes de fora do circuito comercial


O cinema sob demanda, uma nova forma de fazer com que os filmes de fora do circuito comercial cheguem às salas de cinema - sem que o produtor ou realizador do filme tenha que obrigatoriamente utilizar uma distribuidora tradicional - está dando os primeiros passos no Brasil.

A startup Kinorama está começando a colocar em funcionamento no país uma plataforma que pretende facilitar a exibição nos cinemas de obras independentes, não ligadas aos grandes estúdios e distribuidoras. O sistema funciona da seguinte forma: o produtor ou realizador de um filme se cadastra no site da empresa. Escolhe uma data e horário para que seu filme seja exibido nas salas de cinema disponíveis – a Kinorama tem parceria com as salas do Espaço Itaú em seis capitais brasileiras.

A partir de então, o produtor do filme terá de divulgar a sessão para seu público, e caso consiga vender antecipadamente ao menos 60% dos lugares da sala escolhida, seu filme é colocado em cartaz. Do total arrecadado com a bilheteria, 35% fica com o exibidor, 35% com o produtor ou realizador do filme, e 30% com a Kinorama, que se responsabiliza pela logística do sistema. Caso não sejam vendidos 60% dos lugares da sala, nada é cobrado do produtor/realizador do filme.

“A gente chega para o circuito exibidor e fala: eu tenho uma sala, que já tem garantia de estar 60% cheia. Você quer a minha sala no seu cinema ou você quer arriscar uma sala que você não sabe quantas pessoas vão?”, explica Raphael Raphael Erichsen, idealizador da ferramenta.

Nos Estados Unidos, a plataforma Tugg, similar a da Kinorama, faz cerca de 400 sessões por mês. “Existe um caminho aí para criar uma cultura nova. A única possibilidade do cineasta de ver seu filme, que não vai entrar em circuito comercial, são os festivais, que são cada vez mais concorridos. Essa é uma nova janela”, diz Raphael.

O chamado para a primeira sessão do Kinorama está no ar em https://kinorama.co/. O documentário Epidemia de Cores, dirigido por Mário Eugênio Saretta, está previsto para ser exibido no dia 22 de setembro, a partir das 19h no Espaço Itaú - Augusta, em São Paulo.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212