Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Estudantes disputam etapa estadual da Olimpíada de Robótica - Jornal Brasil em Folhas
Estudantes disputam etapa estadual da Olimpíada de Robótica


Cerca de 180 estudantes representando as 41 melhores equipes de escolas públicas e particulares de todo o estado do Rio de Janeiro que ganharam as respectivas etapas regionais disputam amanhã (17), a partir das 10h, a prova prática da final estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica, considerado o maior evento estudantil de robótica da América Latina. A exemplo do que ocorreu no ano passado, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) será sede da disputa. A competição em nível estadual ocorre também neste sábado em Fortaleza (CE).

Participam alunos desde o primeiro ano do ensino fundamental até o terceiro ano do ensino médio ou técnico. A prova prática é classificatória e definirá quem vai disputar a etapa nacional, em outubro, em Recife (PE), com representantes de todos os estados da Federação. Os aprovados na fase nacional disputarão a competição estudantil internacional RoboCupJr, em 2017, no Japão.

Vocação

Responsável pela etapa estadual do Rio de Janeiro, a professora Karla Figueiredo, do Departamento de Engenharia Elétrica do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC), disse hoje (16) que a Olimpíada Brasileira de Robótica é fundamental para a vida dos estudantes porque, muitas vezes, eles nem sabem que gostam da área tecnológica até ter contato com ela. Quando a escola promove aulas de robótica e gera essa motivação, o estudante pode acabar inclusive descobrindo uma vocação.

“A Olimpíada Brasileira de Robótica, no fundo, é uma motivação para a realização do curso de robótica”, disse Karla. Os robôs desenvolvidos pelos alunos têm de ser capazes de realizar tarefas com sucesso. “Quanto mais sucesso, mais pontos e mais chances de o aluno ser selecionado em função do mérito, para chegar na etapa nacional”.

A professora Marley Vellasco, do CTC da PUC-RJ, também coordena o evento, que ocorre na universidade pelo segundo ano consecutivo. “Ano passado, a iniciativa foi um sucesso e é um prazer contribuir novamente para a Olimpíada Brasileira de Robótica. Os alunos adoram, aprendem e, mesmo com o clima de competição, tudo é muito positivo”. Segundo ela, além de desenvolver a parte científica, a competição desperta também a independência das crianças e jovens e a curiosidade de pesquisar. “As crianças devem trabalhar em equipe e aprender a lidar com angústias e frustrações. O aprendizado ultrapassa o conteúdo acadêmico e estimula, principalmente, a dedicação”.

A prova prática consiste em montar e programar um robô que seja capaz de executar atividades de resgate em situações que simulam desastres naturais, ultrapassando obstáculos. O robô tem ainda que identificar cores no menor tempo possível. As provas na etapa da PUC-RJ são as mesmas para o ensino fundamental, médio e técnico, variando apenas o nível de dificuldade.

A Olimpíada Brasileira de Robótica foi criada em 2007. É a primeira disputa de robótica que permitiu a participação de crianças menores de 9 anos. A competição é aberta para escolas públicas e privadas de todo o Brasil. Como ocorreu no ano passado, cada equipe levará seu robô para participar das provas práticas no ginásio da PUC-RJ.

 

Últimas Notícias

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 


 
 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212