Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Eleitores de 14 municípios paulistas voltam às urnas no segundo turno - Jornal Brasil em Folhas
Eleitores de 14 municípios paulistas voltam às urnas no segundo turno


O estado de São Paulo terá segundo turno para prefeito em 14 municípios. Seis dessas cidades ficam na região metropolitana da capital. Duas delas – Guarulhos e São Bernardo do Campo – atualmente são administradas pelo PT, no entanto, os candidatos do partido não chegaram à segunda fase da disputa.

Berço político e local de residência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, São Bernardo do Campo deverá decidir entre Orlando Morando (PSDB), que teve 45,07% dos votos válidos, e Alex Manente (PPS), que obteve 28,41% do eleitorado. O candidato apoiado pelo atual prefeito, Luiz Marinho (que encerra agora o segundo mandato consecutivo à frente da administração municipal), Tacício Scoli ficou em terceiro lugar, com 22,57% da preferência.

Em Guarulhos, foi encerrado um ciclo de quatro consecutivos de governos do PT. O ex-prefeito Elói Pietá obteve 19,32%, sendo derrotado por Guti (PSB) e Eli Corrêa Filho (DEM), que deverão disputar o segundo turno pela prefeitura da cidade. O candidato do PSB teve 34,54% dos votos e o democrata, 23,38% da preferência do eleitorado.

Reeleição difícil

Em Mauá, também na Grande São Paulo, o atual prefeito, o petista Donisete Braga, tenta se reeleger, mas enfrenta dificuldades. Ele vai para o segundo turno após ter recebido 22,9% dos votos, aproximadamente metade do apoio obtido pelo adversário (46,73%), Átila Jacomussi (PSB).

Ainda na região metropolitana, Carlos Grana (PT) passa por uma situação semelhante. Disputando a reeleição, ele vai para o segundo turno após ter conseguido 20,28% dos votos. O seu adversário, o tucano Paulo Serra, teve 35,85% de preferência do eleitorado.

Em Osasco, outro município da Grande São Paulo, a cidade deixou de ser administrada pelo PT em março deste ano, quando o prefeito, Jorge Lapas deixou a sigla e ingressou no PDT. Com 38,55% dos votos válidos no primeiro turno, ele enfrentará Rogério Lins (PTN), apoiado por 39,44% dos eleitores.

Em Diadema, também na região metropolitana, a segunda etapa da disputa se dará entre o atual prefeito, Lauro Michels (PV), que teve 48,10% dos votos, e Vaguinho (PRB), que teve 21,85%.

Interior

Em Bauru, interior paulista, o segundo turno será entre Clodoaldo Gazzetta (PSD), que teve 45,53% dos votos, e Raul (PV), que recebeu 30,61%. Em Franca, os eleitores vão escolher entre Sidnei Franco da Rocha (PSDB), que teve 45,9% dos votos, e Gilson de Souza (DEM), que obteve 22,56%.

Em Sorocaba, a disputa será entre Crespo (DEM), que conta com 45,18% dos votos válidos no primeiro turno, e Raul Marcelo (PSOL), que obteve 25% da preferência. O candidato apoiado pelo atual prefeito, Antonio Carlos Pannunzio, o também tucano João Leandro, só teve 13,47% dos votos e ficou de fora do segundo turno.

Em Suzano, a candidata da situação, Carminha (PSDB), também ficou de fora do segundo turno, após ter apenas 7,15% da preferência dos eleitores. O segundo turno será disputado por Rodrigo Ashiuchi (PR) e Lacerda (PTB), que tiveram, respectivamente 31,49% e 27,87% dos votos.

Em Ribeirão Preto, o segundo turno será entre Duarte Nogueira (PSDB) e Ricardo Silva (PDT). O primeiro obteve 39,86% da preferência e o outro, 29,86%.

Em Jundiaí, Pedro Bigardi (PSD) continua na disputa pela reeleição após ter 26,69% dos votos. Seu adversário, Luiz Fernando Machado (PSDB) teve 47,02%.

Sub júdice

Em Taubaté, o atual prefeito, Ortiz Júnior (PSDB), teve o mandato cassado após uma acusação de abuso de poder político. Ele foi, entretanto, o candidato mais votado no município, com 74,6 mil votos. Como a Justiça Eleitoral ainda não julgou todos os recursos do tucano, os votos que ele recebeu não foram validados.

Até o momento, o segundo turno na cidade deve ser disputado por Pollyana Gama (PPS), que teve 36 mil votos, e Saud (PMDB), que obteve 23,7mil.

No Guarujá, no litoral paulista, os eleitores deverão escolher entre Haifa Madi (PPS) e Dr. Valter Suman (PSB), que tiveram, respectivamente, 43,17% e 23,70% da preferência no primeiro turno.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212