Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Eleitores de 14 municípios paulistas voltam às urnas no segundo turno - Jornal Brasil em Folhas
Eleitores de 14 municípios paulistas voltam às urnas no segundo turno


O estado de São Paulo terá segundo turno para prefeito em 14 municípios. Seis dessas cidades ficam na região metropolitana da capital. Duas delas – Guarulhos e São Bernardo do Campo – atualmente são administradas pelo PT, no entanto, os candidatos do partido não chegaram à segunda fase da disputa.

Berço político e local de residência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, São Bernardo do Campo deverá decidir entre Orlando Morando (PSDB), que teve 45,07% dos votos válidos, e Alex Manente (PPS), que obteve 28,41% do eleitorado. O candidato apoiado pelo atual prefeito, Luiz Marinho (que encerra agora o segundo mandato consecutivo à frente da administração municipal), Tacício Scoli ficou em terceiro lugar, com 22,57% da preferência.

Em Guarulhos, foi encerrado um ciclo de quatro consecutivos de governos do PT. O ex-prefeito Elói Pietá obteve 19,32%, sendo derrotado por Guti (PSB) e Eli Corrêa Filho (DEM), que deverão disputar o segundo turno pela prefeitura da cidade. O candidato do PSB teve 34,54% dos votos e o democrata, 23,38% da preferência do eleitorado.

Reeleição difícil

Em Mauá, também na Grande São Paulo, o atual prefeito, o petista Donisete Braga, tenta se reeleger, mas enfrenta dificuldades. Ele vai para o segundo turno após ter recebido 22,9% dos votos, aproximadamente metade do apoio obtido pelo adversário (46,73%), Átila Jacomussi (PSB).

Ainda na região metropolitana, Carlos Grana (PT) passa por uma situação semelhante. Disputando a reeleição, ele vai para o segundo turno após ter conseguido 20,28% dos votos. O seu adversário, o tucano Paulo Serra, teve 35,85% de preferência do eleitorado.

Em Osasco, outro município da Grande São Paulo, a cidade deixou de ser administrada pelo PT em março deste ano, quando o prefeito, Jorge Lapas deixou a sigla e ingressou no PDT. Com 38,55% dos votos válidos no primeiro turno, ele enfrentará Rogério Lins (PTN), apoiado por 39,44% dos eleitores.

Em Diadema, também na região metropolitana, a segunda etapa da disputa se dará entre o atual prefeito, Lauro Michels (PV), que teve 48,10% dos votos, e Vaguinho (PRB), que teve 21,85%.

Interior

Em Bauru, interior paulista, o segundo turno será entre Clodoaldo Gazzetta (PSD), que teve 45,53% dos votos, e Raul (PV), que recebeu 30,61%. Em Franca, os eleitores vão escolher entre Sidnei Franco da Rocha (PSDB), que teve 45,9% dos votos, e Gilson de Souza (DEM), que obteve 22,56%.

Em Sorocaba, a disputa será entre Crespo (DEM), que conta com 45,18% dos votos válidos no primeiro turno, e Raul Marcelo (PSOL), que obteve 25% da preferência. O candidato apoiado pelo atual prefeito, Antonio Carlos Pannunzio, o também tucano João Leandro, só teve 13,47% dos votos e ficou de fora do segundo turno.

Em Suzano, a candidata da situação, Carminha (PSDB), também ficou de fora do segundo turno, após ter apenas 7,15% da preferência dos eleitores. O segundo turno será disputado por Rodrigo Ashiuchi (PR) e Lacerda (PTB), que tiveram, respectivamente 31,49% e 27,87% dos votos.

Em Ribeirão Preto, o segundo turno será entre Duarte Nogueira (PSDB) e Ricardo Silva (PDT). O primeiro obteve 39,86% da preferência e o outro, 29,86%.

Em Jundiaí, Pedro Bigardi (PSD) continua na disputa pela reeleição após ter 26,69% dos votos. Seu adversário, Luiz Fernando Machado (PSDB) teve 47,02%.

Sub júdice

Em Taubaté, o atual prefeito, Ortiz Júnior (PSDB), teve o mandato cassado após uma acusação de abuso de poder político. Ele foi, entretanto, o candidato mais votado no município, com 74,6 mil votos. Como a Justiça Eleitoral ainda não julgou todos os recursos do tucano, os votos que ele recebeu não foram validados.

Até o momento, o segundo turno na cidade deve ser disputado por Pollyana Gama (PPS), que teve 36 mil votos, e Saud (PMDB), que obteve 23,7mil.

No Guarujá, no litoral paulista, os eleitores deverão escolher entre Haifa Madi (PPS) e Dr. Valter Suman (PSB), que tiveram, respectivamente, 43,17% e 23,70% da preferência no primeiro turno.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212