Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 FGV indica desaceleração do IPC-S que fecha o mês com queda de 0,07% - Jornal Brasil em Folhas
FGV indica desaceleração do IPC-S que fecha o mês com queda de 0,07%


O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) encerrou setembro em desaceleração com 0,07%, taxa que é 0,11 ponto percentual menor do que a registrada na última apuração (0,18%) e também inferior ao resultado das prévias anteriores deste mês. Na primeira pesquisa de setembro, o índice havia atingido alta de 0,34% e na segunda variação de 0,27%. No acumulado do ano, o IPC-S teve alta de 5,29% e, em 12 meses, 8,10%.

O levantamento é feito pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), em Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre.

Cinco dos oito grupos pesquisados apresentaram decréscimo e o principal deles foi alimentação em que foi revertida alta de 0,11%, na pesquisa anterior, para uma queda de 0,14%. Esse resultado teve grande influência da desaceleração de preços das frutas (de 4,44% para 0,24%).

Mais quedas

Os demais grupos que fecharam o mês com recuo foram: educação, leitura e recreação (de 0,39% para -0,02%), transportes (de 0,02% para -0,11%) e despesas diversas (de -0,28% para -0,32%). Também contribuiu para redução no ritmo inflacionário o grupo saúde e cuidados pessoais (de 0,37% para 0,34%).

Em movimento oposto, subiram os preços do vestuário (de 0,33% para 0,40%), puxados, principalmente, pelos calçados, que ficaram 0,43% mais caros ante uma alta anterior de 0,30%. Em comunicação, a taxa passou de 0,01% para 0,08% e em habitação (de 0,27% para 0,28%).

Os itens que mais pressionaram no período foram: plano e seguro de saúde (1,05%); refeições em bares e restaurantes (0,39%); gás de botijão (3,01%); banana-nanica (19,44%) e passagem aérea (9,19%).

No grupo dos itens que mais auxiliaram na redução da velocidade de alta do índice foram: leite tipo longa vida (-9,28%); batata-inglesa (-22,50%); gasolina (-1,23%); show musical (-4,59%); banana-prata (-7,81%).

 

Últimas Notícias

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 


 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212