Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Ex-refém, Ingrid Betancourt diz que Farc também mereciam Nobel da Paz - Jornal Brasil em Folhas
Ex-refém, Ingrid Betancourt diz que Farc também mereciam Nobel da Paz


Uma das reféns mais famosas das Forças Armadas Revolucionárias da Colombia (Farc), a política e ativista franco-colombiana Ingrid Betancourt, disse hoje (7) em entrevista à imprensa local, que as Farc também mereciam o Nobel da Paz e que está otimista com o futuro. Ela disse ainda que o presidente Juan Manoel Santos mereceu o Prêmio Nobel da Paz, anunciado nesta sexta-feira, por seus esforços para chegar a um acordo com a guerrilha.

A Justiça foi feita. Santos é um homem que merecia este prêmio. Sobre as Farc, é difícil eu falar, mas acredito que também [merecem], comentou. A Colômbia passa por um momento de esperança, de reflexão e de alegria, disse a ex-refém, sequestrada pelo grupo durante as campanhas presidenciais de 2002 e libertada somente em 2008.

Pelo acordo de paz assinado no final de agosto, as Farc tinham se comprometido a abandonar as armas e as técnicas de guerra, além de sinalizarem que se tornariam um partido político. No entanto, a anistia política e a forma de punição a ex-guerrilheiros por crimes antigos, determinadas nas negociações, descontentaram parte da população colombiana, que rejeitou o acordo em um referendo realizado no último domingo (2). O resultado do referendo foi inesperado, já que Santos acreditava que a maioria da população apoiaria o processo.

Ao anunciar o prêmio, o Comitê do Nobel desacou os eforços do presidente Santos para chegar a um acordo e colocar fim a um conflito de mais de meio século no país. A guerra civil custou a vida de 220 mil colombianos e provocou quase seis milhões de desabrigados. O Prêmio Nobel deve ser visto também como um tributo ao povo da Colômbia, a todas as partes que contribuíram para este processo de paz e aos representantes das vítimas, disse o Comitê do Prêmio Nobel.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212