Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chuva deve agravar epidemia de zika na maior parte do país - Jornal Brasil em Folhas
Chuva deve agravar epidemia de zika na maior parte do país


O início da estação chuvosa na maior parte do país trará o período de maior ameaça do mosquito Aedes aegypti e das doenças que ele transmite, como dengue, febre amarela e a novidade do verão passado, o zika vírus.
A epidemia de zika resultou, até agora, no nascimento de 1.749 bebês com microcefalia no país. Há outros 3.062 casos ainda em investigação pelas autoridades. Também há a confirmação de 106 mortes após o parto ou durante a gestação em decorrência das doenças ligadas a esse vírus – outras 200 continuam em investigação. Neste segundo verão do zika, apesar do aumento no investimento governamental para o combate do mosquito transmissor, não há como imaginar um cenário que não seja o do aumento dos casos de contaminação, alertam especialistas.
“O combate ao Aedes se mostra um desafio praticamente intransponível há décadas, ligado aos nossos históricos problemas de saneamento, abastecimento de água e educação da população”, afirma o médico epidemiologista Pedro Tauil, pesquisador da UnB (Universidade de Brasília) e uma das maiores autoridades do país em Aedes aegypti.
“Apesar dos nossos problemas estruturais, nem países ricos conseguem combater bem o mosquito. Há uma epidemia de zika em Cingapura. Claro que precisamos combater o Aedes, mas dependemos mesmo da vacina, que está em fase pré-clínica, e de tecnologias como a bactéria que mata o mosquito. Mas não é agora”, completa.

Resposta financeira

O Ministério da Saúde diz que está se aparelhando para enfrentar a epidemia. “Os recursos federais destinados ao combate ao mosquito cresceram 39% nos últimos anos (2010-2015), passando de R$ 924,1 milhões para R$ 1,29 bi. Para 2016, a previsão é de incremento de R$ 580 milhões, e o valor chegará a R$ 1,87 bilhão”, informou a pasta, em nota. Para lidar com a microcefalia, a União vem repassando R$ 2,2 mil aos Estados por caso notificado e garante ter criado uma rede de 1.541 serviços de reabilitação.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212