Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chuva deve agravar epidemia de zika na maior parte do país - Jornal Brasil em Folhas
Chuva deve agravar epidemia de zika na maior parte do país


O início da estação chuvosa na maior parte do país trará o período de maior ameaça do mosquito Aedes aegypti e das doenças que ele transmite, como dengue, febre amarela e a novidade do verão passado, o zika vírus.
A epidemia de zika resultou, até agora, no nascimento de 1.749 bebês com microcefalia no país. Há outros 3.062 casos ainda em investigação pelas autoridades. Também há a confirmação de 106 mortes após o parto ou durante a gestação em decorrência das doenças ligadas a esse vírus – outras 200 continuam em investigação. Neste segundo verão do zika, apesar do aumento no investimento governamental para o combate do mosquito transmissor, não há como imaginar um cenário que não seja o do aumento dos casos de contaminação, alertam especialistas.
“O combate ao Aedes se mostra um desafio praticamente intransponível há décadas, ligado aos nossos históricos problemas de saneamento, abastecimento de água e educação da população”, afirma o médico epidemiologista Pedro Tauil, pesquisador da UnB (Universidade de Brasília) e uma das maiores autoridades do país em Aedes aegypti.
“Apesar dos nossos problemas estruturais, nem países ricos conseguem combater bem o mosquito. Há uma epidemia de zika em Cingapura. Claro que precisamos combater o Aedes, mas dependemos mesmo da vacina, que está em fase pré-clínica, e de tecnologias como a bactéria que mata o mosquito. Mas não é agora”, completa.

Resposta financeira

O Ministério da Saúde diz que está se aparelhando para enfrentar a epidemia. “Os recursos federais destinados ao combate ao mosquito cresceram 39% nos últimos anos (2010-2015), passando de R$ 924,1 milhões para R$ 1,29 bi. Para 2016, a previsão é de incremento de R$ 580 milhões, e o valor chegará a R$ 1,87 bilhão”, informou a pasta, em nota. Para lidar com a microcefalia, a União vem repassando R$ 2,2 mil aos Estados por caso notificado e garante ter criado uma rede de 1.541 serviços de reabilitação.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212