Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 PT fica neutro e proíbe filiados de manifestar apoio - Jornal Brasil em Folhas
PT fica neutro e proíbe filiados de manifestar apoio


O Partido dos Trabalhadores decidiu não participar da campanha no segundo turno. Em reunião do diretório municipal, ocorrida no último sábado, os dirigentes petistas firmaram uma resolução excluindo a participação de militantes e lideranças petistas na campanha do segundo turno. O documento, fruto de consenso entre as várias forças que compõem o PT, determina que nenhum militante ou liderança do partido manifeste apoio em Iris Rezende (PMDB) ou a Vanderlan Cardoso (PSB). Pela resolução, fica proibida a participação em comícios, passeatas, carreatas ou gravações nos programas eleitorais de rádio e televisão.
“Para preservar a unidade partidária e defender o nosso projeto estratégico e a democracia, (o partido) determina aos seus dirigentes e filiados a não participarem de programas de TV, rádio e nem se manifestarem nos meios de comunicação impressos, assim como não participarem de atos públicos como: comícios, caminhadas e carreatas em apoio a qualquer uma das duas candidaturas colocadas”, registra.
Presidente do diretório municipal, o deputado estadual Luis Cesar Bueno explica a decisão: “O PT coloca para a sua militância e simpatizantes três situações que são o voto nulo ou a opção por um dos candidatos que estão na disputa (Iris Rezende ou Vanderlan Cardoso). O partido, no entanto, nega apoio a um destes candidatos, em função das circunstâncias atuais, onde parlamentares ligados a eles terem participado diretamente do processo golpista que levou ao impeachment da presidente Dilma Rousseff”, justifica.

Golpe

O documento faz uma análise sobre o momento político do Brasil. Os petistas denunciam o golpe “jurídico-parlamentar-midiático” contra a presidente Dilma Rousseff (PT-MG) e avaliam que diante deste cenário não é possível apoiar candidatos que têm o respaldo do senador Ronaldo Caiado (DEM) e do governador Marconi Perillo (PSDB). “Em Goiás, as diferentes forças conservadoras, representadas por Ronaldo Caiado e Marconi Perillo, se uniram na agenda do golpe e ajudaram a patrocinar esse atentado à democracia. Essas forças estão presentes nas duas candidaturas que disputam o 2º tuno da eleição municipal de Goiânia”, aponta.
Numa avaliação sobre a administração petista na capital, o diretório considera que, “apesar de grandes realizações e avanços em diversas áreas, a administração municipal do PT em Goiânia, liderada pelo prefeito Paulo Garcia, foi duramente atacada nesses últimos anos e durante todo o processo eleitoral”. Os dirigentes petistas denunciam que o partido e seus principais dirigentes, como a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, são alvo de “uma forte reação conservadora nacional e internacional que resultou em um golpe jurídico-parlamentar, sustentado por uma elite conservadora e uma perseguição implacável da mídia monopolizada e golpista”. Ainda segundo os petistas, “os avanços sociais e as políticas públicas adotadas nos últimos 14 anos vêm sendo destruídos de modo a reforçar o caráter golpista e conservador do governo Temer. Tal agenda é facilmente expressada nos projetos de Reforma do Ensino Médio, na entrega da Petrobras e do Pré-sal, na PEC 241, entre outros”, denuncia.
Finalizando, os dirigentes petistas elogiam a participação da delegada Adriana Accorsi no primeiro turno e pedem que os filiados façam a defesa do legado dos ex-presidentes Dilma e Lula: “É importante ressaltar e enaltecer a participação militante, aguerrida e compromissada da nossa candidata Adriana Accorsi, que enfrentou esse processo com respeito à militância, honrando a história do PT. Também é importante defender a história do PT e lutar contra a criminalização dos movimentos sociais, assim como defender o presidente Lula dos graves ataques que vem sofrendo de maneira mentirosa pela mesma mídia golpista brasileira”, conclui.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212