Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EUA pede ação imediata no conflito entre israelenses e palestinos - Jornal Brasil em Folhas
EUA pede ação imediata no conflito entre israelenses e palestinos


Os Estados Unidos pediram nesta sexta-feira uma ação imediata para alcançar uma solução de dois Estados no conflito israelense-palestino, enquanto o Conselho de Segurança estuda quais passos deve dar para reativar o processo de paz.

O embaixador adjunto americano na ONU, David Pressman, disse, durante uma reunião informal do Conselho sobre as colônias israelenses que a contínua construção de assentamentos judaicos em territórios palestinos é corrosiva para a paz.

Temos que começar a aplicar a solução dos dois Estados no terreno agora mesmo, disse Pressman durante o encontro, organizado por Venezuela, Angola, Egito, Malásia e Senegal.

Os diplomatas da ONU estão avaliando se devem promover uma resolução do Conselho de Segurança que volte a levar à mesa de negociações as partes do conflito no Oriente Médio.

Entretanto, não perdem de vista a campanha presidencial dos Estados Unidos, já que o resultado da eleição de 8 de novembro poderia implicar uma mudança nas relações entre Washington e seu aliado israelense.

Pressman reiterou a postura americana de que o acordo final deve ser negociado entre Israel e os palestinos.

Mas agora podem ser alcançados avanços significativos frente a uma realidade de dois Estados, devolvendo a expectativa e preparando o terreno para negociações bem sucedidas, destacou, antes de acrescentar: Israel deve eleger entre expandir os assentamentos e preservar a possibilidade de uma solução pacífica de dois Estados.

Vários governos árabes estão avaliando planos para apresentar um projeto de resolução ao Conselho de Segurança, no qual se peça para deter os assentamentos israelenses, embora os Estados Unidos já tenham vetado uma medida similar em 2011.

As Nações Unidas consideram que os assentamentos são ilegais, mas o Conselho de Segurança não tomou nenhuma atitude que apoie esta postura.

O embaixador venezuelano, Rafael Ramírez, acusou os Estados Unidos - que como membro permanente do Conselho tem direito a veto - de manter um bloqueio no Conselho de Segurança, impedindo tomar medidas no conflito palestino-israelense.

Com o governo do premiê israelense, Benjamin Netanyahu, a construção de colônias israelenses se acelerou e só no último ano, 15.000 colonos se assentaram na Cisjordânia.

Chamemos as coisas por seu nome, disse o representante francês, François Delattre.

Esta política põe em risco a possibilidade de um Estado palestino viável, que é a maior garantia para a segurança de Israel e para uma solução justa e duradoura para este conflito, prosseguiu.

A França oferece sediar uma conferência internacional antes do fim do ano para relançar o processo de paz.

O embaixador palestino, Riyad Mansur, disse que os ministros árabes se reunirão no fim deste mês para decidir se apoiam um projeto de resolução que condene os assentamentos israelenses e para solicitar um estatuto de pleno direito da Palestina nas Nações Unidas.

Desde 2012, a Palestina goza do estatuto de Estado observador não membro da ONU.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212