Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Uso da nuvem na internet cresce 49% na América Latina em um ano (estudo) - Jornal Brasil em Folhas
Uso da nuvem na internet cresce 49% na América Latina em um ano (estudo)


O uso da nuvem na internet cresceu 49%, segundo dados de um estudo divulgado nesta quinta-feira pela empresa de tecnologia de internet Cisco.

No total, 62% das empresas da região já utilizam algum tipo de serviço na nuvem, afirmou o encarregado de serviços na nuvem para a região do Cisco, Rodolfo Molina, em coletiva de imprensa para todo o continente, realizada no México.

Conhece-se como serviço na nuvem - ou computação na nuvem - qualquer recurso fornecido pela internet. Os mais básicos são programas, plataformas e infraestrutura.

Na América Latina adotamos rapidamente os novos serviços, disse Molina, que explica este fenômeno pelo fato de que a média de idade da população não supera em países como México e Brasil os 30 anos.

Muitos jovens estão tomando posições muito relevantes, muitos são donos de empresas e isto nos ajuda, acrescentou.

A isto se somam os vai-e-vens econômicos que assolam de vez em quando a região e que fazem com que as empresas sejam obrigadas a baixar custos usando estes serviços virtuais e, assim, economizar investimentos desnecessários.

O estudo estabelece que 68% das organizações usam a nuvem para otimizar seus processos de negócios, 61% a mais que no ano passado.

De acordo com o mesmo, as organizações mais avançadas no uso da nuvem podem alcançar lucros de cerca de 3 milhões de dólares e economia de custos de um milhão de dólares.

Realizado com 11.350 executivos em todo o mundo, entre os quais 400 da América Latina, sobretudo em Brasil e México, em colaboração com a empresa de análise de mercado informático IDC, o estudo mostra que o uso da nuvem não tem tanto a ver com a tecnologia, mas com a forma como operam as empresas, disse.

O que Molina tem claro é que as empresas têm que mudar a forma como operam porque se não o fazem, morrem.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212