Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Orbitador TGO da missão ExoMars se separa do módulo de descida Schiaparelli - Jornal Brasil em Folhas
Orbitador TGO da missão ExoMars se separa do módulo de descida Schiaparelli


O orbitador TGO (Trace Gas Orbiter ou Orbitador para Traços de Gás, em português) se separou neste domingo do módulo de descida Schiaparelli, três dias antes de chegar à atmosfera de Marte, a uma distância de 900 mil quilômetros do Planeta Vermelho e depois que ambos viajaram juntos desde março com parte da missão ExoMars.

A Agência Espacial Europeia (ESA, sigla em inglês) informou desde Darmstadt, na Alemanha, onde fica seu centro de controle de operações, que a separação aconteceu hoje às 14h42 GMT (12h42 de Brasília).

O diretor de voo da ESA, Michel Denis, confirmou posteriormente que a separação foi bem-sucedida.

O sinal do orbitador demorou nove minutos e 36 segundos para chegar à Terra.

Este projeto da ESA e da agência espacial russa Roscosmos tem como objetivo buscar vida na superfície de Marte, de tipo bacteriano.

O projeto tem duas missões: a primeira foi o lançamento da sonda ExoMars em 14 de março e a segunda será a aterrissagem de um rover em 2021.

A ExoMars leva a bordo o satélite científico TGO e o módulo de entrada, descida e aterrissagem Schiaparelli.

Schiaparelli se dirige agora para Marte em modo de hibernação para reduzir seu consumo de eletricidade e será ativado poucas horas antes de entrar na atmosfera, a uma altitude de 122,5 quilômetros e uma velocidade de aproximadamente 21 mil km/h.

Em 19 de outubro, a ExoMars entrará na órbita do Planeta Vermelho e a ESA retransmitirá as manobras desde Darmstadt.

Schiaparelli levará seis minutos até chegar à superfície de Marte para demonstrar tecnologias de descida e aterrissagem, especialmente a capacidade para controlar sua orientação e velocidade no contato com a superfície, o que servirá para missões futuras.

O módulo testará durante a entrada um escudo térmico, que é mais grosso caso a mesma ocorra durante uma tempestade de areia, um paraquedas supersônico de 12 metros de diâmetro e sistemas de comando, navegação e controle, assim como uma estrutura deformável para fixá-lo no solo, segundo a ESA.

Uma vez na superfície de Marte, Schiaparelli poderá funcionar entre dois e oito sóis, nome dado aos dias em Marte (um dia marciano é de 24 horas e 37 minutos), dependendo da duração das baterias.
O custo das duas missões é de aproximadamente 1,3 bilhões de euros, mas a ESA necessita de mais recursos, que serão solicitados na próxima conferência ministerial, que será realizada em dezembro deste ano na Suíça, segundo o Centro para o Desenvolvimento Tecnológico Industrial.

A cooperação científica e tecnológica europeia e russa tem uma relevância política significativa em um momento em que as tensões entre Europa e Rússia aumentaram pela crise na Ucrânia e pela intervenção de Moscou no conflito sírio. EFE

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212