Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Redução esperada na Selic terá efeito pequeno nos juros do crédito, diz Anefac - Jornal Brasil em Folhas
Redução esperada na Selic terá efeito pequeno nos juros do crédito, diz Anefac


A redução da taxa básica de juros da economia (Selic) em 0,25 ponto percentual, como preveem analistas do mercado financeiro, terá efeito pequeno nos juros do crédito ao consumidor e pode manter a atratividade dos rendimentos em fundos de renda fixa em relação à poupança. A avaliação é da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Assim como outras instituições financeiras, a Anefac prevê a redução da Selic de 14,25% para 14%, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), nesta terça e quarta-feiras (19).

Segundo a Anefac, o efeito da redução da Selic nas condições do crédito é pequeno porque “existe um deslocamento muito grande” entre a taxa básica e os juros cobrados dos consumidores. Para os consumidores, a taxa média chega a 158,47% ao ano, o que prova uma variação de mais de 1000% entre a Selic e os juros do crédito.

De acordo com as simulações da Anefac, os juros cobrados do comércio terão uma redução de 0,46% na taxa anual, passando de 98,95% para 98,50% ao ano. Os juros do cartão de crédito cairão 0,25% para 461,86% ao ano; os do empréstimo pessoal dos bancos de 73,52% para 73,13% ao ano; e os do empréstimo pessoal de financeiras, de 166,17% para 165,58% ao ano. A taxa média de juros passará de 158,47% para 157,90% ao ano, com redução de 0,36%.

No caso do financiamento de uma geladeira ao preço de R$ 1.500, em 12 vezes, por exemplo, o efeito da redução dos juros seria de R$ 0,20 em cada parcela e de R$ 2,35 no total.

Investimentos

Para quem tem dinheiro para investir, os fundos de investimento ganham da poupança nos rendimentos quando a taxa de administração do banco for inferior a 2,5% ao ano, explica a Anefac.

A associação dá como exemplo um investimento de R$ 10 mil pelo prazo de 12 meses. Na poupança, o rendimento chegaria a R$ 847 (8,47% ao ano). No caso da poupança, não há cobrança de taxa de administração, nem de Imposto de Renda. O mesmo investimento renderia R$ 1.056 (10,56% ao ano) em um fundo com taxa de administração de 0,5% ao ano; R$ 1.003, com taxa de 1%; R$ 938, com taxa de 1,5%; R$ 873 com taxa de 2%; R$ 821 com taxa de 2,5% e R$ 757 com taxa de 3%.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212