Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Moraes: estados e procuradores vão analisar Plano Nacional de Segurança - Jornal Brasil em Folhas
Moraes: estados e procuradores vão analisar Plano Nacional de Segurança


O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse que o novo Plano Nacional de Segurança só será lançado pelo governo nas próximas semanas, após o projeto que está em análise ser apresentado aos secretários de Segurança Pública e procuradores-gerais de Justiça estaduais. Mais cedo, ele havia sinalizado que a proposta, que pretende combater a criminalidade e o alto índice de homicídios no país, seria apresentada nesta quarta-feira (19).
São Paulo - O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, participa do 6 Congresso de Combate e Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turi

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse que o novo Plano Nacional de Segurança só será lançado pelo governo nas próximas semanas

Segundo o ministro, o que vai ocorrer nesta semana é uma reunião com os dois núcleos criados pelo governo para elaborarem mapeamentos de inteligência sobre as ocorrências de assassinatos e transporte de armas em todas as 27 capitais. Os dois grupos já se reuniram nas últimas semanas e são formados por secretários de Segurança Estaduais e membros do Ministério Público.

“Nós estamos agora finalizando mais uma versão para uma reunião que eu tenho quarta-feira, já pré-agendada. Eles vão analisar essas novas propostas, vão dar outras propostas, para que nós possamos fechar o Plano Nacional de Segurança Pública em 15 dias, no máximo três semanas”, disse Moraes.

O Ministério da Justiça também divulgou uma nota após as primeiras declarações do ministro . No comunicado, o órgão informa que somente após a reunião desta quarta a “minuta do plano será discutida com todos os estados e Distrito Federal”.

Guerra de facções em presídios

Moraes conversou com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, nesta segunda-feira (17) sobre o aumento do fluxo migratório de venezuelanos pela fronteira com Roraima, o que tem pressionado a demanda por serviços públicos na capital Boa Vista. Ele informou que uma comissão do governo federal visitará o município na próxima semana para avaliar as condições e levantar os números de entrada e saída das pessoas que vêm do país vizinho fazer compras e acabam ficando mais tempo que o previsto.

Sobre a guerra de facções criminosas que culminou com a morte de mais de dez presos nesse fim de semana em Roraima e Rondônia, o ministro disse se tratar de um problema “pontual” e que não houve até o momento pedido de transferência de detentos para presídios federais.


“Nós estamos analisando as 18 mortes que ocorreram. Uma delegação do Depen [Departamento Penitenciário Nacional] está se locomovendo para lá para que possamos ver a gravidade da situação. Obviamente a situação é gravíssima, com mortos, mas [verificar] se persiste ou não, e a partir daí tomar as medidas necessárias. Não foi pedido [reforço da Força Nacional de Segurança] porque foi uma situação pontual”, disse.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212