Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


25 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 ONU diz que irá identificar perpetradores de crimes de guerra em Aleppo - Jornal Brasil em Folhas
ONU diz que irá identificar perpetradores de crimes de guerra em Aleppo


O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) disse nesta sexta-feira que irá identificar os perpetradores de crimes de guerra na cidade síria sitiada de Aleppo e iniciou um inquérito especial sobre o uso da fome e dos ataques aéreos no local, assim como dos ataques terroristas crescentes.

Zeid Raad al-Hussein, alto comissário de Direitos Humanos da ONU, já havia pedido que as grandes potências colocassem suas diferenças de lado e reportassem a situação no leste de Aleppo ao Tribunal Penal Internacional.

Ele disse que o cerco e o bombardeio na região constituem crimes de proporções históricas que causaram enormes baixas civis equivalentes a crimes de guerra.

Zeid não mencionou a Rússia ou a Força Aérea da Síria, cujos caças atacaram os bairros de Aleppo dominados por rebeldes durante semanas, mas sua referência ficou clara.

Grupos armados da oposição continuam a disparar morteiros e outros projéteis em bairros civis do oeste de Aleppo, mas ataques aéreos indiscriminados através da parte leste da cidade realizados por forças do governo e seus aliados são responsáveis pela imensa maioria das baixas civis, afirmou ele em um discurso feito durante uma sessão especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Tais violações constituem crimes de guerra, e se houve intenção de cometê-los como parte de um ataque abrangente e sistemático contra civis eles equivaleriam a crimes contra a humanidade, disse.

 

Últimas Notícias

Jovens têm menos chance de contratação e mais de serem demitidos
Bolsa cai e dólar fecha em R$ 3,80
Araújo: dispensa de status especial na OMC nos coloca como país grande
Países sul-americanos devem sair de uma só vez da Unasul, diz ministro
Chanceler descarta emprego das Forças Armadas na Venezuela
Moçambique, Zimbábue e Malauí tentam identificar vítimas de ciclone
Nova Zelândia quer proibir, em abril, venda de armas do tipo militar
Conselho Europeu aceita prorrogar saída do Reino Unido para maio

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212