Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Diplomata dos EUA diz que Filipinas é aliada, mas que mortes ligadas a drogas preocupam - Jornal Brasil em Folhas
Diplomata dos EUA diz que Filipinas é aliada, mas que mortes ligadas a drogas preocupam


O diplomata norte-americano mais graduado na Ásia garantiu nesta segunda-feira às Filipinas que Washington continua sendo seu aliado de confiança e que apoia os laços florescentes de Manila com a China.

Mas o secretário de Estado assistente para Assuntos do Leste Asiático e do Pacífico, Daniel Russel, alertou que a preocupação crescente com os assassinatos relacionados a drogas no país sul-asiático é ruim para os negócios.

Russel é o primeiro visitante de alto escalão de Washington desde que o presidente filipino, Rodrigo Duterte, causou alarme na semana passada anunciando a separação de sua nação dos Estados Unidos e seu realinhamento com a China durante uma visita a Pequim.

Explicando os comentários sobre o Adeus, América de Duterte, o ministro das Relações Exteriores das Filipinas, Perfecto Yasay, disse no sábado que os EUA seguem sendo o amigo mais próximo de seu país, mas que Manila quer romper com uma mentalidade de dependência e subserviência e forjar laços mais estreitos com outras nações.

Russel, que conversou com repórteres depois de se reunir com Yasay, afirmou que Duterte já voltou atrás.

Ele disse que Washington apoia o diálogo e as negociações diretas entre Filipinas e China. Então é um erro pensar que relações melhores entre Manila e Pequim de alguma maneira vêm à custa dos EUA, disse.

Não queremos que os países tenham que escolher entre EUA e China, completou.

Durante seu encontro com o chanceler filipino, porém, Russel disse ter expressado sua preocupação de que a sucessão de declarações e comentários polêmicos e um verdadeiro clima de incerteza sobre as intenções das Filipinas aumentaram a consternação em uma série de países.

Ele acrescentou que esta não é uma tendência positiva.

Duterte tem repudiado as críticas norte-americanas à sua campanha antidrogas, em meio à qual cerca de 2.300 pessoas foram mortas desde que ele assumiu no dia 30 de junho.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212