Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Britânico acusado de duplo homicídio e tortura é julgado em Hong Kong - Jornal Brasil em Folhas
Britânico acusado de duplo homicídio e tortura é julgado em Hong Kong


O banqueiro britânico Rurik Jutting se declarou nesta segunda-feira inocente da morte de duas jovens indonésias achadas sem vida em seu apartamento em 2014.

No primeiro dia de julgamento pelo caso de homicídio mais importante registrado em uma década em Hong Kong, ex-colônia britânica, o ex-banqueiro de 31 voltou a alegar inocência por homicídio doloso, mas não de homicídio culposo.

Rurik Jutting também se declarou culpado da acusação de impedir que um dos corpos fosse enterrado.

O julgamento do réu, que trabalhava para o Bank of America Merrill Lynch, durará três semanas. Ele pode ser condenado à prisão perpétua.

Seneng Mujiasih e Sumarti Ningsih, ambas com 20 anos, foram achadas mortas no apartamento do acusado em 1o. de novembro de 2014. Foi ele próprio que avisou a polícia.

Os investigadores acharam Seneng Mujiasih nua com ferimentos de faca nas pernas e nas nádegas, segundo as primeiras indicações da polícia.

O corpo em decomposição de Sumarti Ningsih foi achado várias horas depois dentro de uma mala.

O acusado gravou as imagens dos crimes, inclusive as torturas que inflingiu à primeira vítima.

Segundo o promotor John Reading, o acusado torturou Sumarti Ningsih, que mantinha relações sexuais com ele, durante três dias antes de matá-la no chuveiro com uma faca de serra.

Depois matá-la, o acusado envolveu seu corpo numa lona e o colocou numa mala. Jutting comentou na gravação o quanto gostou de matar a moça e que não poderia tê-lo feito sem consumir cocaína.

Em 31 de outubro, Jutting se encontrou pela primeira vez com Seneng Mujiasih, também para ter relações sexuais, e para matá-la usou facas e um martelo, que escondeu debaixo do sofá.

Diante do tribunal, um grupo de manifestantes e membros de associações de ajudas aos imigrantes indonésios pediam um julgamento rápido justo e indenização para as famílias das vítimas.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212