Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Falta prudência entre motoristas e pedestres - Jornal Brasil em Folhas
Falta prudência entre motoristas e pedestres


O respeito à faixa de pedestre ainda é um desafio no trânsito de Goiânia. É comum encontrar pessoas nas calçadas em frente à faixa esperando por uma oportunidade para atravessar uma via movimenta, ou ainda se aventurando entre os carros parados em cima da pintura no chão. Por outro lado, a imagem de pedestres atravessando ruas e avenidas a poucos metros de uma faixa também é comum.
A educadora de trânsito do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), Regina Lúcia Siqueira da Costa, afirma que o relacionamento entre pedestres e condutores no trânsito é um jogo de empurra, em que o pedestre justifica suas atitudes colocando a culpa nos motoristas que não param na faixa e os condutores dizem que os pedestres dificilmente atravessam no local designado a eles e, quando o fazem, andam devagar demais de propósito.
“Embora o espaço seja público, a convivência nem sempre é harmoniosa. Falta respeito entre as duas partes”, afirma a educadora. Regina lembra que, no trânsito, o zelo deve sempre partir do maior para o menor. Desta forma, todos os veículos devem se movimentar pensando na segurança do pedestre.
“Apesar de todas as campanhas que já foram e ainda são realizadas em relação à faixa de pedestre, ainda temos a falta de conhecimento como um vilão”, afirma a especialista. Por isso, diz Regina, é importante formar pedestres conscientes ainda antes deles se tornarem motoristas. Para atingir este objetivo, a educadora destaca a importância dos órgãos de trânsito realizarem palestras e aulas interativas nas escolas.

Legislação

De acordo com Artigo 69 do Código de Trânsito Brasileiro, para cruzar uma via, o pedestre deve levar em conta a pista de rolamento. Neste caso, o pedestre tomará precauções de segurança, levando em conta, principalmente, a visibilidade, a distância e a velocidade dos veículos, utilizando sempre as faixas ou passagens a ele destinadas sempre que estas existirem em uma distância de até 50 metros dele.

Carros precisam esperar pedestres

O membro da Comissão de Direito do Trânsito da seccional goiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO) e especialista em Perícia em Acidente de Trânsito e Normatização do Trânsito Idelton Gomes da Silva Júnior explica que caso o pedestre esteja atravessando a faixa onde existe semáforo e o sinal ficar verde para os carros, os veículos precisam esperar que as pessoas terminem a travessia. “É comum vermos pedestres correndo quando o sinal fica verde porque os carros começam a acelerar. Está completamente errado. A pessoa pode cair e um acidente grave acontecer”, diz o especialista.
A advogada Jéssica Alves, 22, foi atropelada por uma moto enquanto atravessava uma faixa de pedestre na Avenida Rio Verde, em Aparecida de Goiânia. Ela desceu da calçada quando o carro que estava do lado direito da via parou, mas um motociclista não teve a mesma atitude e a atingiu. “Na hora, o homem ficou muito alterado e dizia que não era obrigado a parar na faixa. Machuquei muito uma das pernas e fiquei com ela engessada por meses”, conta Jéssica.
O gerente de educação no trânsito da Secretaria Municipal de Trânsito Transporte e Mobilidade (SMT), Horácio Ferreira, afirma que os conflitos causados no trânsito em relação à faixa de pedestre acontecem por causa da falta de prudência. “Os condutores conhecem as regras, mas insistem em permanecer no erro, se comportando de forma egoísta. O excesso de velocidade também contribui para que os veículos não parem na faixa”, avalia Ferreira.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212