Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Primeiro bebê com DNA de três progenitores nasceu no México - Jornal Brasil em Folhas
Primeiro bebê com DNA de três progenitores nasceu no México


Nasceu há cinco meses no México o primeiro bebê gerado por uma técnica que pode permitir que mães com doenças genéticas nas mitocôndrias (usinas energéticas das células) tenham filhos.

O feito, conduzido por médicos dos Estados Unidos, se aproveitou da ausência de legislação específica no país ao sul de sua fronteira. No ano passado, o Reino Unido foi o primeiro país a regulamentar a prática, exatamente para esse tipo de situação.

A descrição científica mais detalhada será feita em outubro, no Congresso Científico da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva. O feito, porém, já foi divulgado pela revista "New Scientist" nesta terça.

De acordo com os pesquisadores, é a primeira vez que um nascimento é gerado com essa técnica com a finalidade de evitar a transmissão da síndrome de Leigh, causada por defeitos nos genes das mitocôndrias.

Entre os sintomas da doença estão irritabilidade, vômito, diarreia, dificuldade em engolir e ganhar peso. A doença progride com perda do controle do movimento, paralisia corporal e dos olhos. A idade do início dos sintomas pode variar conforme a quantidade de mitocôndrias alteradas (há várias centenas de mitocôndrias em cada célula).

Em casos graves, a crianças afetada pode viver até os 6 ou 7 anos de idade –os dois primeiros filhos do casal de pais do bebê em questão morreram por causa da doença.

A porcentagem de mitocôndrias defeituosas que representa algum risco para a mãe é de 14% para cima, afirma o médico e geneticista Ciro Martinhago. No caso, a mãe, de 36 anos, tinha 24,5% de mitocôndrias alteradas.

"Nesse caso seria até perigoso ela passar por uma gravidez, que exige que o organismo produza energia para duas pessoas", opina.

Nesse tipo de doença, a idade da mãe também é importante. É possível que as mitocôndrias afetadas tenham maior capacidade de reprodução, aumentando o risco para a próxima geração.

EMBRIÃO

O membro da Câmara Técnica de Reprodução Assitida do CFM Adelino Amaral afirma que no país a técnica de transferência de óvulo, apesar de ser baseada em um princípio de mais de 15 anos, ainda é considerada experimental –não há norma que proíba ou autorize a prática.

Segundo ele, e outros médicos ouvidos pela Folha, não há noticia de que algum bebê fruto dessa abordagem tenha nascido no Brasil, apesar de verem com bons olhos a possibilidade de prevenir doenças mitocondriais.

"Esse tipo de turbinagem de óvulo pode até melhorar a qualidade, mas é experimental. Quando a técnica é realmente boa, todo mundo reproduz. E você não vê um número grande de tentativas por aí", diz Amaral.

No caso do bebê mexicano, cinco embriões progrediram para o estágio posterior, de blastocisto, mas apenas um deles não tinha alterações cromossômicas importantes (como as que geram as síndromes de Down, Patau, Turner ou Kleinefeler).

Um possível desdobramento desse nascimento é a possibilidade de recauchutar óvulos de mulheres mais velhas que estejam enfrentando problemas para engravidar, diz o médico especialista em reprodução assistida Flávio Garcia de Oliveira.

Segundo ele, pode-se pensar que o núcleo da célula, onde está a maior parte do genoma, é afetado pela senilidade do citoplasma, onde estão as mitocôndrias. "O maquinário fica fraco e não consegue cuidar do DNA do núcleo".

Amaral tem opinião diferente. Para ele, "a carga genética continuaria velha, e o risco de doenças por causa da idade materna continuaria alto".

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE