Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Estudantes do Pedro II decidem manter ocupação depois do MEC adiar Enem - Jornal Brasil em Folhas
Estudantes do Pedro II decidem manter ocupação depois do MEC adiar Enem


Alunos do Colégio Pedro II do campus de São Cristóvão, na zona norte do Rio, decidiram manter a ocupação da unidade, que começou na sexta-feira (28). Em assembleia realizada hoje (1º), eles haviam aprovado a desocupação, mas depois que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) incluiu a unidade na lista de escolas onde a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio será cancelada, decidiram permanecer no local por tempo indeterminado.

“A assembleia tinha deliberado a favor da desocupação ou da ocupação parcial para o Enem. Visto que o Enem é a forma dos secundaristas ingressarem no ensino superior, nos solidarizamos com os alunos que iam fazer o Enem aqui. Havíamos concordado em ceder o colégio ao Inep como fizemos com o TRE [Tribunal Regional Eleitoral, para a realização do segundo turno]”, disse à Agência Brasil o estudante Matheus Victal, 18 anos.

“O Inep anunciou que o Enem ia ser adiado em todas as escolas que estavam ocupadas até ontem, ou seja, por mais que nós tenhamos conversado e decidido que iríamos desocupar, agora, não faz mais sentido. O Colégio Pedro II com certeza continua ocupado”, acrescentou.

No último domingo (30), após negociação com o TRE do Rio de Janeiro, os estudantes concordaram em sair das escolas ocupadas que eram locais de votação e só voltaram após a realização do pleito. “Foi muito tranquilo e a gente ficou até contente que o TRE tenha dialogado um pouco melhor do que o próprio governo. Era um momento da democracia e a gente não iria contra isso”, disse Victal.

De acordo com a lista divulgada pelo Inep no começo da noite, as unidades do Colégio Pedro II em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense; em Niterói, na região metropolitana; e na cidade do Rio nos bairros de Realengo, na zona oeste, de São Cristóvão, do Engenho Novo e da Tijuca, na zona norte e do Humaitá, na zona sul, terão a aplicação do Enem cancelada. A prova ocorre no próximo fim de semana.

O estudante Isaac Galvão, 18 anos, disse que na unidade do Pedro II do Humaitá, a decisão também foi manter a ocupação.

Além dos campi do Colégio Pedro II, a aplicação do Enem foi cancelada no estado do Rio de Janeiro no campus de Duque de Caxias do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFRJ) e na unidade da Universidade Federal Fluminense (UFF) em Rio das Ostras, na Baixada Litorânea. Para os estudantes que fariam as provas nesses locais, o Enem será aplicado nos dias 4 e 5 de dezembro.

Greve

Professores e servidores do Colégio Pedro II estão em greve desde a última sexta-feira (28). A diretora do Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II (Sindscope), Elizabeth Dutra, disse na quinta-feira (3), as categorias farão uma assembleia para discutir o andamento da paralisação.

Os grevistas são contrários à PEC do Teto de Gastos, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos à correção da inflação do ano anterior; à Medida Provisória do Ensino Médio; aos projetos de escolas sem partido; à criminalização de práticas sindicais; aos projetos que proíbem debate de diversidade de gênero e sexualidade nas escolas; e à reforma da Previdência, entre outros pontos.

Além disso, reivindicam a chamada de concursados para o Colégio Pedro II, a realização de novos concursos para professores e técnicos e a suspensão do corte de vagas para novos alunos.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio entrega título de Cidadã Goiana a cantora Joelma
Fundo Nacional do Idoso é aprovado na Câmara
Aval do TCU é suficiente para cessão onerosa, dizem técnicos da Corte
Acordo possibilitará investimentos privados em segurança pública
Vazamento de óleo afetará reprodução da fauna em mangue, diz ONG
Temer e Bolsonaro lamentam tragédia em Campinas
Jungmann coloca PF à disposição para apuração de caso de Campinas
Ministro da Cultura inicia comemorações aos 200 anos da independência

MAIS NOTICIAS

 

Novo crediário para cartão é estudado para 2019, diz Febraban
 
 
Demanda por bens industriais cresce 0,3% em outubro
 
 
Diálogo Brasil debate projeto Escola sem Partido
 
 
Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social
 
 
Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus
 
 
ONG homenageia policiais militares mortos no estado do Rio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212