Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Maiores bancadas na Câmara do Rio terão posições diferentes quanto a Crivella - Jornal Brasil em Folhas
Maiores bancadas na Câmara do Rio terão posições diferentes quanto a Crivella


Eleito para ser prefeito do Rio de Janeiro a partir de 2017, Marcelo Crivella (PRB) terá na Câmara Municipal apenas quatro vereadores que fizeram parte da coligação que formou sua chapa à prefeitura, entre os 51 que compõem o plenário. Por outro lado, as duas maiores bancadas eleitas são o PMDB, que tentou eleger Pedro Paulo sucessor de Eduardo Paes, e o PSOL, que chegou ao segundo turno com Marcelo Freixo. Passada a disputa, os dois partidos têm posições diferentes quanto ao futuro prefeito.

Segundo o atual presidente da Câmara e vereador reeleito Jorge Felippe (PMDB), o partido já deu uma sinalização amistosa a Crivella quando decidiu apoiá-lo no segundo turno das eleições. Ainda é prematuro dizer qual posição o PMDB adotará. Nós o apoiamos no segundo turno. A bancada como um todo apoiou Marcelo Crivella para prefeito. Agora, a relação como vai se dar vai depender do tratamento e da forma como conduzirá a relação dele com os vereadores, diz Felippe, que disse ter o apoio de sua bancada para se candidatar novamente à presidência da Casa.

Ao reconhecer a vitória de Crivella, Marcelo Freixo demarcou em discurso que seu partido fará uma oposição responsável e propositiva com os seis vereadores eleitos para o próximo mandato. Marielle Franco (PSOL) diz que os parlamentares farão uma oposição baseada no projeto discutido nas bases do partido e apresentado no programa de Freixo. As posições também vão depender da formação do governo e de possíveis ajustes que Crivella faça em suas propostas, já que houve mais apoios a sua candidatura no segundo turno.

Certamente teremos uma oposição, mas não é, por exemplo, a um nome. Não é oposição a um secretário, mas uma oposição à compostura que aquele secretariado possa tomar contrária à população, pelo menos do ponto de vista do nosso projeto político, diz Marielle Franco.

Independência

A terceira maior bancada é do Democratas, com quatro vereadores. Reeleito para o segundo mandato como vereador, César Maia diz que o partido deixará a cargo de cada parlamentar decidir qual será sua posição em relação a Crivella. Eu me mantenho como vereador independente. Assim foi no primeiro e no segundo turnos, disse Maia, que também já foi prefeito do Rio de Janeiro por três mandatos.

Mais votada do PSDB, Teresa Bergher acredita que Crivella terá maioria absoluta na Câmara. O partido elegeu três candidatos à Câmara e seu candidato a prefeito, Carlos Osório, apoiou Crivella no segundo turno.

Eu estou nessa maioria, sempre votando aquilo que é interesse da cidade. Como eu acho que o Crivella não vai mandar propostas que não sejam do interesse da cidade, eu prefiro acreditar assim, diz ela, que é opositora de Eduardo Paes, mas diz ter avaliado as propostas dele por um ano antes de se posicionar desta maneira.

O vereador mais votado foi Carlos Bolsonaro, do PSC, partido que elegeu mais dois vereadores e lançou o candidato Flávio Bolsonaro à prefeitura. No segundo turno, o PSC também apoiou Crivella e, nas redes sociais, Carlos Bolsonaro diz que será independente.

O PRB de Crivella elegeu três vereadores para o próximo mandato, um a mais que na composição atual da Câmara. Além dele, o PTN elegeu um vereador na coligação que venceu com o próximo prefeito.

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro também terá três vereadores do PTB e dois vereadores de PDT, PMN, PHS, PSD, PP, PT, PTB e SD. Além desses partidos, serão representados por um vereador o PT do B, o PEN, o Pros, o PTB e o Partido Novo.

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212