Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Governo do CE propõe leilão reverso para retomar transposição do São Francisco - Jornal Brasil em Folhas
Governo do CE propõe leilão reverso para retomar transposição do São Francisco


O governador do Ceará, Camilo Santana, propôs ao governo federal a realização de um leilão reverso para contratar uma nova empresa para retomar as obras da transposição das águas do Rio São Francisco entre Cabrobó (PE) e o município cearense de Jati. As obras estão paradas depois que a empresa Mendes Júnior, responsável pela primeira etapa do trecho, desistiu do contrato. Santana apresentou a proposta ontem (9) em encontro com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e com o presidente do Tribunal de Contas da União, ministro Aroldo Cedraz.

O governador defende que a modalidade – onde ganha quem oferece o menor preço – é transparente e rápida e que já foi usada pelo governo estadual para contratar obras de montagem de adutoras em municípios com dificuldades de abastecimento.

“A gente sabe como começa uma licitação, mas não sabe como termina. Pode haver judicialização e demorar mais tempo. A ideia da reunião foi buscar alternativas emergenciais para que, no caso de problemas na licitação, possamos recorrer a uma contratação emergencial direta, pelo menos só nesse trecho entre Pernambuco e Ceará. Minha preocupação é que, caso não chova e essa etapa da obra demore ainda mais, nós tenhamos um colapso na Região Metropolitana de Fortaleza”, disse o governador.

Camilo Santana se reuniu no último dia 7 com o presidente Michel Temer e cobrou a retomada da obra, que é apontada pelo governo cearense como uma forma de evitar que o estado enfrente o sexto ano seguido de seca e entre em um colapso hídrico.

O processo de licitação para contratar a substituta da Mendes Júnior está em andamento e a expectativa é de que o novo contrato esteja em vigor no começo de 2017. A contratação deverá ser feita pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que busca ser mais eficiente e célere do que as modalidades listadas na Lei de Licitações e Contratos.

Ficou acordada, por parte do Ministério, a criação de uma força tarefa na área jurídica para atuar com rapidez para enfrentar possíveis ações na Justiça que possam contestar o processo de contratação da empresa substituta da Mendes Júnior via Regime Diferenciado de Contratação (RDC). Na reunião também foi analisada a hipótese de se adotar uma estratégia de uma contratação emergencial direta. O ministro Helder Barbalho explicou que essa alternativa só será considerada se em janeiro houver a judicialização do processo de RDC, diz nota divulgada pelo Ministério da Integração Nacional.

Seca

As obras de transposição do rio São Francisco começaram em 2007 e tinham prazo final estimado para 2012. O projeto pretende levar água para 390 municípios do Semiárido localizados em Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba. Os dois eixos de integração – Leste e Norte – somam 477 quilômetros. No Ceará, as águas do Velho Chico vão chegar por meio do Cinturão das Águas, obra do Governo do Estado que possui recursos federais.

A seca que aflige o Ceará desde 2012 é considerada a mais severa dos últimos 100 anos. Os 153 reservatórios que são acompanhados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) somam atualmente menos de 8% da capacidade útil. Por conta disso, a oferta de água para a Região Metropolitana de Fortaleza, onde vivem 3,7 milhões de pessoas, foi reduzida em 20% em setembro.

A possibilidade de o período de seca durar por mais um ano ainda não está clara. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as condições dos oceanos Atlântico e Pacífico, que influenciam a chamada quadra chuvosa (período entre fevereiro e maio) ainda não definem se o estado receberá ou não boas chuvas em 2017.

Obras emergenciais

O governo federal autorizou hoje a implantação de adutoras emergenciais nos seguintes municípios do estado: Pereiro, São Luis do Curú, Tamboril, Iracema, Apuiarés, Morada Nova, Chorozinho e Jaguaribara. O prazo de execução das obras varia de 90 a 180 dias.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212