Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Abr de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Protesto contra medidas do governo cobre escadas da Alerj com pacotes da morte - Jornal Brasil em Folhas
Protesto contra medidas do governo cobre escadas da Alerj com pacotes da morte


Um protesto contra as medidas fiscais do governo do Rio de Janeiro chamou a atenção de quem passou em frente à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) na tarde desta quinta-feira (10). Organizado pelo movimento Rio de Paz, o ato cobriu as escadarias do parlamento fluminense com 100 pacotes de papel pintados com cruzes vermelhas.

Segundo o coordenador do Rio de Paz, Antônio Carlos Costa, o protesto era contra o que ele chamou de pacote da morte, em referência às medidas de contenção fiscal propostas pelo governo do estado, com objetivo de reequilibrar as contas públicas. Entre as medidas, estão o fim do aluguel social para famílias desalojadas e o fechamento dos restaurantes populares.

“Esses pacotes pintados com cruzes vermelhas representam o drama do pobre. É um pacote de morte o que o governo do estado está propondo. Pois você tirar as migalhas que são oferecidas para 154 mil famílias que tem uma renda média mensal [por pessoa] de R$ 100 é uma iniquidade, depois de ter torrado verba pública em grandes eventos esportivos. Privando pessoas do aluguel social, que perderam tudo em desmoronamentos e enchentes, tiradas dos seus lares pelo próprio governo do estado”, protestou Antônio Carlos.

Segundo ele, o pacote não faz com que os responsáveis pela atual situação econômica do estado paguem o preço de seus erros: “Estavam em Paris, comendo em restaurantes de luxo, torrando dinheiro público naquilo que não era prioritário. Agora botam o pobre para pagar esta conta. Eu não consigo imaginar uma nação desenvolvida permitindo que tamanho descalabro aconteça”.

Bloqueio

Nesta quinta-feira, a União bloqueou mais R$ 140 milhões das contas do Tesouro Estadual do Rio de Janeiro, agravando a situação. Ao todo, nesta semana, já foram bloqueados R$ 310 milhões das contas do governo fluminense, segundo informou a Secretaria Estadual de Fazenda. As verbas foram bloqueadas em função de dívidas do estado com a União.

De acordo com a secretaria, a medida afeta a gestão dos recursos do estado e compromete o pagamento do salário de outubro dos servidores estaduais. A equipe econômica do estado está fazendo uma avaliação sobre o impacto desse novo bloqueio no caixa.

Em decorrência da invasão da Alerj na última terça-feira (8), o governo exonerou o comandante do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE), coronel Rodrigo Sanglard, que foi substituído pelo tenente-coronel Rubens Castro Peixoto Júnior. Segundo a PM, a troca já estava planejada, mas os policiais militares que guarneciam a Alerj deixaram os manifestantes - a grande maioria formada por policiais, bombeiros e agentes prisionais - entrar livremente no prédio, que acabou ocupado e depredado.

 

Últimas Notícias

Ex-presidente do Peru tenta se matar ao receber ordem de prisão
Ex-presidente do Peru está em estado grave após tentativa de suicídio
Governo argentino lança pacote de medidas para combater inflação
PRF apreende no Rio 300 mil maços de cigarros contrabandeados
Famílias de baixa renda de Brumadinho recebem auxílio emergencial
Governo autoriza uso da Força Nacional para segurança na Esplanada
Chega a 18 número de mortos no desabamento no Rio de Janeiro
Fachin pede manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news

MAIS NOTICIAS

 

Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
 
 
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
 
 
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
 
 
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
 
 
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
 
 
Conflitos e segurança poderão contar pontos na avaliação de escolas

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - EXPEDIENTE