Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Empresa bélica dos Emirados Árabes vai criar unidade em Goiás - Jornal Brasil em Folhas
Empresa bélica dos Emirados Árabes vai criar unidade em Goiás


O governador Marconi Perillo oficializou nesta quinta-feira, dia 10, os entendimentos para que a indústria de armas Caracal International LLC seja implantada em Goiás, dizendo que quer rapidez da parte do Governo de Goiás para destravar os caminhos que garantirão a instalação.

A decisão foi oficializada durante reunião realizada no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, com o CEO da empresa, Hamad Salem Al Almeri, e representantes da Delfire Indústria e Comércio de Extintores, parceira no empreendimento.

A Caracal representa uma quebra de paradigmas por ser a primeira indústria bélica a ser instalada no Estado. “Vocês são muito bem-vindos. Os Emirados são hoje um exemplo de eficiência, competência e qualidade para o mundo. No que depender do meu apoio e da abertura do governo, tudo faremos para que esse projeto tenha o mínimo de tropeço e de burocracia. Os senhores podem contar com todo o profissionalismo da nossa equipe, desburocratização e facilitação. Não é tradição goiana perder bons parceiros e bons negócios”, afirmou Marconi.

Após assistir à apresentação de vídeos sobre a qualidade dos produtos fabricados pela indústria, Marconi se declarou convencido da necessidade de instalar a empresa em Goiás. “Estou convencido de que uma empresa que tem como sede os Emirados Árabes é uma companhia que prima pelo profissionalismo, pela eficiência e pela qualidade. Eu estou certo de que as relações de Goiás e do Brasil com a Caracal serão as melhores”, ressaltou.

Ele comentou que já teve a oportunidade de visitar Abu Dhabi (capital dos Emirados Árabes Unidos – EAU) e Dubai (maior cidade), em missão internacional, e que ficou encantado com a solidez e potencial do País.

“Vocês foram capazes de construir um país extraordinariamente sólido e importante, com altíssima tecnologia agregada, belíssimos métodos construtivos. Não só as belezas de seus hotéis, prédios, rodovias cravadas no deserto, sua produção também no deserto, mas também o potencial das suas indústrias e da Emirates, que é extraordinária”, destacou.

Durante a apresentação, Hamad Salem Al Almeri, agradeceu a abertura comercial. “É uma honra estarmos aqui hoje. Estamos animados em estarmos no Estado de Goiás. Agradecemos ao senhor governador pelo seu tempo. Vamos trazer para o Brasil todo o nosso conhecimento e tecnologia em armamentos”, disse.

Chefe de Operações da Caracal, Robert Hirt, fez uma apresentação dos armamentos que serão produzidos. “O presidente deu completo apoio para que possamos iniciar esse projeto. E muito em breve vamos consolidá-lo em Goiás. A Caracal não é apenas uma produtora de armas, ela consegue prover os produtos que cria. Fazemos manutenção e treinamento para os nossos clientes”, explicou.

Indústria em Goiás
A empresa Delfire Indústria e Comércio de Extintores, com sede no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), já havia firmado acordo com a Caracal International LLC para a instalação de uma planta industrial da empresa em Goiás e aguardava a autorização oficial do governador Marconi Perillo, que foi dada nesta quinta. A iniciativa tem o apoio do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED) e da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP).

A Caracal é dedicada à produção de armamentos e munições exclusivas para forças de segurança pública do Brasil e com atenção voltada para o mercado da América Latina. Ela está planejada para entrar em funcionamento em aproximadamente 12 meses a partir deste acordo. A previsão é de que sejam gerados cerca de 1.250 empregos diretos e indiretos com a consolidação do projeto.

De acordo com o memorando de entendimento, as duas empresas se comprometem a trabalhar para viabilizar a instalação de uma indústria da Caracal no Brasil buscando a aprovação inicial do governo brasileiro (Ministério da Defesa) para a fabricação de armamentos. Também se comprometem a construir um plano de viabilidade para o empreendimento. As partes irão elaborar um projeto para o início das atividades da indústria, primeiramente para produção de peças e avançando para a fabricação de armas.

Participaram também da reunião o secretário Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED) Luiz Maronezi, os empresários goianos que tomaram a iniciativa do empreendimento, Paulo Humberto Barbosa e Augusto de Jesus Delgado, a diretora de Marketing Comercial, Sandra Maria Schlegel, e o superintendente de Ações e Operações Integradas da SSPAP, delegado Emmanuel Henrique.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212