Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Terremoto deixa dois mortos na Nova Zelândia; moradores fogem de tsunami - Jornal Brasil em Folhas
Terremoto deixa dois mortos na Nova Zelândia; moradores fogem de tsunami


Duas pessoas morreram em um terremoto de magnitude 7,8 que atingiu a Nova Zelândia após a meia-noite deste domingo, com moradores de áreas costeiras fugindo destas regiões após alertas de tsunami.

Vilarejos rurais na Ilha do Sul foram isolados por deslizamentos de terra e ficaram sem serviço telefônico durante as fortes réplicas, que duraram horas.

O primeiro-ministro John Key confirmou duas mortes e disse que não se pode descartar um aumento do número de vítimas, quase sete horas após o tremor principal.

A polícia tentava chegar ao local de uma das mortes, uma propriedade rural a 150 km de Christchurch, enquanto outra pessoa morreu em um desabamento no vilarejo vizinho de Kaikoura.

Helicópteros levavam funcionários para a área mais atingida, assinalou o premier.

Logo após o terremoto, um alerta de tsunami foi emitido nas cidades costeiras da Ilha do Sul e no leste da Ilha do Norte. Policiais e socorristas se mobilizaram para a evacuação destas regiões.

Um tsunami destruidor, com ondas de até cinco metros, é possível, indicou um boletim da defesa civil do país. As primeiras ondas mediam dois metros, e, quatro horas depois, autoridades reduziram o alerta, mas informaram que o risco permanecia.

O terremoto atingiu a Nova Zelândia a 0h12min de segunda-feira (horário local), a 23 quilômetros de profundidade, segundo o Serviço Geológico americano, com epicentro próximo ao vilarejo turístico de Hanmer e à localidade rural de Cheviot, em North Canterbury, Ilha do Sul.

Foi um dos terremotos mais poderosos a atingir a Nova Zelândia, e ativou a memória dolorosa de moradores de Christchurch, devastada há cinco anos por um tremor de 6,3 graus, que matou 185 pessoas.

O tremor principal foi seguido de uma série de fortes réplicas, e há registros de casas danificadas e bloqueios em estradas e ferrovias. Nas redes sociais, foram publicados relatos de objetos que caíram de prateleiras e vidros quebrados nas ruas.

- Tremor significativo -

Amigos em Cheviot disseram que algumas casas foram totalmente destruídas, tuitou uma pessoa.

A conselheira local Marie Black, que mora a cerca de 50 km de Christchurch, descreveu ao New Zealand Herald relatos de prédios danificados na região de North Canterbury.

Em várias cidades, hóspedes foram obrigados a deixar hotéis, entre elas Nelson, a cerca de 200 km do epicentro, onde a seleção de críquete do Paquistão está hospedada.

O local inteiro começou a tremer. Estávamos no sexto e sétimo andares, e deixamos o hotel imediatamente, contou o técnico Wasim Bari ao ESPNcricinfo.

A Nova Zelândia fica no limite das placas tectônicas da Austrália e do Pacífico, que formam o Círculo de Fogo, e experimenta até 15 mil tremores por ano.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212