Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 PM admite que agressão a fotógrafo em protesto no Rio fugiu dos padrões - Jornal Brasil em Folhas
PM admite que agressão a fotógrafo em protesto no Rio fugiu dos padrões


A Polícia Militar do Rio de Janeiro reconheceu hoje (12) que PMs agiram fora dos padrões ao agredir, a cassetadas, um fotógrafo, na noite de sexta-feira (11), no centro do Rio de Janeiro. O rapaz acompanhava uma manifestação contra o pacote de cortes do governo estadual e a PEC 55, que limita gastos do governo federal em tramitação no Congresso Nacional.

Segundo o vídeo disponível na internet, o fotógrafo foi cercado por pelo menos seis policiais militares, que usaram cassetetes contra os braços e as pernas do rapaz, enquanto um grupo de pessoas de dentro de um restaurante, avisava que o jovem era da imprensa.

Após assistir as cenas, em nota, o comandante do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos, o tenente-Coronel Rubens Castro Peixoto Júnior admitiu que a abordagem não seguiu regras da corporação e vai abrir uma investigação, na esfera disciplinar, para avaliar o caso.

“O tenente-coronel [Rubens Castro] Peixoto [Júnior]- Comandante do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE) - analisou as imagens veiculada nas redes sociais e reconhece que a abordagem efetuada pelos Policiais Militares do 5º BPM e do BPGE não seguiu os padrões regulados no âmbito corporativo”, afirmou a PM à imprensa.

A agressão ocorreu nas proximidades da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, no centro, que nesta semana chegou a ser invadida por PMs, bombeiros e agentes de segurança, também em protesto contra o pacote do governo do Rio. A medida prevê aumento da contribuição previdenciária de 30% dos salários de servidores e aposentados, por exemplo.

OAB condena “agressão covarde”

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no Rio de Janeiro, também divulgou uma nota, na qual considerou “covarde agressão física perpetrada por policiais”. A entidade também quer abertura de processo disciplinar. No vídeo, os PMs não estavam com identificação nas fardas.

“Polícia nenhuma pode agir desta forma contra qualquer cidadão, seja jornalista ou manifestante, tais fatos só demonstram o completo despreparo destes policiais agressores”, disse a OAB.

De acordo com a Polícia, a agressão ocorreu depois da dispersão da manifestação, que aconteceu de maneira pacífica. Neste momento, um pequeno grupo tinha provocado os policiais, como “uma série de violações e insultos” e acabaram detidas na 5º Delegacia de Polícia.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212