Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Primeiro-ministro do Japão diz ter grande confiança em Trump - Jornal Brasil em Folhas
Primeiro-ministro do Japão diz ter grande confiança em Trump


O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, acredita que o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, é um líder em que se pode ter grande confiança, segundo declarou após a reunião que tiveram nesta quinta-feira em Nova York.

Abe, que fez uma visita de 24 horas e agora segue para Lima, no Peru, onde participará da cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-pacífico (Apec), é a personalidade estrangeira que se reúne com Trump após as eleições americanas.

Em breves declarações à imprensa após a reunião, Abe descreveu a reunião com Trump como franca e cordial, mas não deu detalhes sobre o que foi discutido, e nem fez a equipe de transição.

Acredito que sem confiança entre as duas nações, a aliança (entre os dois países) nunca poderia funcionar no futuro, afirmou o primeiro-ministro japonês.

Como resultado da conversa de hoje, estou convencido que o senhor Trump é um líder em quem posso ter uma grande confiança, disse o governante japonês.

O encontro durou 90 minutos, segundo fontes da equipe do presidente eleito, e aconteceu na Trump Tower, transformado no quartel-general do magnata em suas gestões para alcançar a formação de seu futuro governo.

Durante a campanha eleitoral, Trump afirmou que o Japão pagaria a despesa dos EUA pela assistência militar que recebem de sua parte.

Além disso, chegou a dizer que Japão e Coreia do Sul têm acesso a armas nucleares para se protegerem das ameaças da Coreia do Norte.

Somado a isso, Trump foi muito crítico com uma série de tratados comerciais dos Estados Unidos, como o que os vincula aos países da América do Norte e o Tratado Transpacífico (TPP), e ameaçou com revisar esse tema quando chegasse à Casa Branca.

Isso causou consternação no Japão e outras países asiáticos, cada vez mais alarmados com o programa nuclear da Coreia do Norte e seus testes com mísseis, condenados mundialmente.

Não foi revelado se esses temas surgiram durante a reunião entre Abe e Trump, já que o primeiro-ministro japonês e nem o presidente eleito deram detalhes a respeito.

Horas antes da reunião, porta-vozes de Trump diminuíram a importância do encontro e lembraram que Barack Obama continua sendo o presidente dos Estados Unidos, e responsável por liderar as relações diplomáticas do país.

Acredito que uma conversa mais a fundo sobre temas políticos e relações entre Japão e Estados Unidos terá que esperar até depois da inauguração (do mandato de Trump), afirmou a porta-voz da equipe de transição, Kellyanne Conway.

Em seu discurso, Shinzo Abe também tratou o encontro como uma visita extra-oficial, que antecede a outra mais profunda, com temas mais amplos que os líderes manterão mais adiante.

Embora a princípio tenham informado que a reunião contaria com a participação do vice-presidente eleito, não foi possível confirmar esse dado e, de fato, Mike Pence chegou à Trump Tower vários minutos antes do fim da reunião.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212