Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Principais cidades da Bolívia têm racionamento de água pela seca - Jornal Brasil em Folhas
Principais cidades da Bolívia têm racionamento de água pela seca


A seca na Bolívia, a pior no país em 25 anos, afeta o abastecimento de água em sete das 10 principais cidades do país, entre elas La Paz, e começa a gerar atritos e protestos.

Em La Paz, sede do Governo, o racionamento de água afeta cerca de 340.000 pessoas, quase a metade dos 800.000 habitantes da cidade.

Também há problemas de abastecimento de água na vizinha El Alto, em Cochabamba (centro), Sucre (sudeste), Tarija (sul), Oruro (oeste) e Potosí (sudoeste).

As três represas que abastecem La Paz mostram uma criticidade preocupante que pode desencadear situações muito mais extremas, se não chover até o final do mês, disse a Autoridade de Controle e Fiscalização da Água, Víctor Rico, à rede de televisão Red Pat.

As reservas das represas Incachaca e Hampaturi, próximas à La Paz e as mais importantes do país, estavam em 6% e 1% respectivamente, por falta de chuvas nos últimos meses, reconheceu a empresa estatal de água Epsas, cujos executivos foram suspensos das suas funções na quarta-feira pelo presidente Evo Morales, incomodado pela forma como manejaram o problema.

A falta de água começa a gerar protestos. Em Cochabamba, habitantes bloquearam caminhos e foram dispersos pela polícia com bombas de gás lacrimogênio, sem que houvesse registro de feridos.

Em Potosí, há ameaças de confrontos entre camponeses e mineiros pelo uso de aquíferos.


 

Últimas Notícias

Saúde libera recursos para atender moradores da região de Brumadinho
Justiça determina prisão preventiva de acusado de espancar paisagista
Irmão de mulher espancada diz que ainda está chocado com a violência
Flamengo pede mais prazo para decidir sobre indenização de vítimas
Profissionais que atuaram em Brumadinho serão monitorados
Auditores descobrem 158 Kg de cocaína na fronteira com a Bolívia
Governo determina medidas de precaução para barragens em todo o país
Bolsonaro irá ao Congresso entregar texto da reforma da Previdência

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212