Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Estudo aponta avanços em pílula de ação prolongada contra malária - Jornal Brasil em Folhas
Estudo aponta avanços em pílula de ação prolongada contra malária


Os cientistas fizeram avanços na obtenção de uma pílula que permanece no estômago e libera o seu conteúdo durante um período de duas semanas, um avanço que poderia impulsionar a luta contra a malária e outras doenças, revelou um estudo na quarta-feira.

A pesquisa, financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates, ministrou a droga antiparasitária e antimalária ivermectina em centenas de porcos e cães através de uma cápsula que se expande temporariamente no estômago de modo que não pode passar aos intestinos até que todo o conteúdo tenha sido liberado.

Os ensaios clínicos com humanos devem começar no próximo ano, segundo os pesquisadores.

Temos muita confiança na segurança dessas formas de dosagem, disse o principal autor do estudo, Andrew Bellinger, ex-pesquisador do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e hoje cardiologista do Brigham and Womens Hospital.

O objetivo é aumentar os esforços para eliminar a malária, tornando mais fácil para as pessoas obterem a medicação que precisam e evitando que tenham de se lembrar de tomar um comprimido diariamente.

Fazer com que os pacientes tomem um remédio dia após dia após dia é realmente desafiador, disse Bellinger.

Se o medicamento pudesse ser eficaz por um longo período de tempo, você poderia melhorar radicalmente a eficácia das suas campanhas de medicação em massa, acrescentou.

O pesquisador Robert Langer, também do MIT, disse que o sistema tem uma riqueza de usos potenciais.

Uma nova empresa, Lyndra, foi lançada por pesquisadores e outros para desenvolver a tecnologia de uso contra transtornos neuropsiquiátricos, HIV, diabetes e epilepsia.

Até agora, as drogas orais quase nunca duravam mais de um dia, disse Langer.

Isso realmente abre a porta para sistemas orais de ultra-longa duração, o que poderia ter um efeito sobre todos os tipos de doenças, como o mal de Alzheimer ou problemas de saúde mental, acrescentou.

A cápsula é estável o suficiente para sobreviver ao ambiente áspero do estômago e vem em forma de uma estrela com seis pontas que podem ser dobradas para dentro e revestidas para fácil deglutição.

Cada ponta é carregada com medicamentos, e estas pontas se abrem e desdobram dentro do estômago conforme o ácido destrói a camada exterior da cápsula.

A estrela permanece dentro do estômago enquanto o medicamento é liberado gradualmente, e em seguida se rompe e viaja pelo trato digestivo.

Os resultados foram publicados na revista Science Translational Medicine.


 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212