Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Demanda do consumidor por crédito cresce 6,1% em outubro, diz Serasa Experian - Jornal Brasil em Folhas
Demanda do consumidor por crédito cresce 6,1% em outubro, diz Serasa Experian


A quantidade de pessoas que buscou crédito em outubro de 2016 cresceu 6,1% em relação ao mês de setembro. Na comparação com outubro do ano passado, houve aumento de 11%. No acumulado do ano, de janeiro até outubro deste ano, a demanda do consumidor aumentou 2,7% em relação ao mesmo período de 2015. Os dados são da Serasa Experian.

De acordo com os economistas da Serasa, a greve dos bancários, que paralisou o atendimento em várias agências do país durante o mês de setembro, gerou impactos na busca por crédito naquele mês. A alta da procura por crédito em outubro se deve também a esse cenário, avaliou a entidade.

Renda

Para os consumidores que ganham até R$ 500 mensais, a alta na procura por crédito foi 8,5%. Para os que recebem entre R$ 500 e R$ 1 mil por mês, o crescimento chegou a 6,4% e para aqueles com renda mensal de R$ 1 mil a R$ 2 mil, o aumento chegou a 5,4%.

Para aqueles que ganham entre R$ 2 mil e R$ 5 mil por mês, a alta foi 5,8%. Para aqueles que recebem entre R$ 5 mil e R$ 10 mil mensais, o aumento chegou a 5,5% e para os que ganham mais de R$ 10 mil, o aumento chegou a 4,7%.

No acumulado do ano até outubro de 2016, com exceção da faixa de menor renda – que teve queda de 0,2% –, a busca do consumidor por crédito subiu nas demais faixas de renda em relação ao mesmo período de 2015: consumidores com renda mensal entre R$ 500 e R$ 1 mil (2,5%); renda mensal entre R$ 1 mil e R$ 2 mil (3,3%); renda entre R$ 2 mil e R$ 5 mil (3,2%); renda entre R$ 5 mil e R$ 10 mil (3,2%) e renda mensal maior que R$ 10 mil (2,9%).

Região

Em outubro deste ano, quando comparado a setembro, as variações na procura do consumidor por crédito nas regiões do país foram: Norte (11,4%); Nordeste (10,4%); Centro-Oeste (10,7%), Sul (6,3%); Sudeste (3,2%).

No acumulado do ano, a demanda do consumidor por crédito cresceu 5,9% na Região Sul, 2,7% no Sudeste e 3,9% no Centro-Oeste, na comparação com o mesmo período do ano anterior. No Nordeste, a alta acumulada no ano foi de 0,2%. Na direção contrária, está apenas a Região Norte com queda acumulada de 3,5% na comparação com o mesmo período do ano passado.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212