Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Lixo volta a ser recolhido em Cubatão por ordem judicial - Jornal Brasil em Folhas
Lixo volta a ser recolhido em Cubatão por ordem judicial


Os trabalhos de recolhimento do lixo foram retomados hoje (17) em Cubatão pela empresa Terracom, depois que a Justiça concedeu liminar, atendendo ao pedido da prefeitura, para essa retomada. A prestação do serviço havia sido interrompida há praticamente uma semana sob o argumento de falta de pagamento por parte da administração pública.

Em nota, a prefeitura de Cubatão informou que está “dentro dos prazos para pagamento do serviço, considerado essencial” e que a parcela mais recente foi paga no último dia 31 de agosto. “No pedido de liminar, a prefeitura argumentou que não houve atraso nos pagamentos por mais de 90 dias, dentro do acordo que fechou com a empresa para redimensionar sua dívida, originada na crise financeira pela qual passa a cidade”, diz a nota.

O comunicado informa ainda que em despacho no fim da tarde de ontem (16), a juíza Luciana Castello Chafick Miguel, da 3º Vara de Cubatão, determinou a imediata retomada da coleta de lixo sob pena de multa diária de R$ 40 mil.

Na avaliação da juíza, o restabelecimento obedece aos “princípios da continuidade do serviço público e da supremacia do interesse público sobre o particular”. A expectativa é de que a situação de acúmulo dos detritos já esteja normalizada nas próximas horas. Por dia são coletadas em Cubatão cerca de 140 toneladas de lixo.

Prestadora de serviço vai recorrer

A Terracom deve recorrer contra a decisão da Justiça. Ela informou que havia firmado um acordo no último dia 19 de julho, no qual ficou estabelecido que as dívidas no valor de R$ 16.176.476,65 seriam pagas em seis prestações de R$ 3,5 milhões. “O acordo firmado entre as partes condicionou, em caso de não pagamento das parcelas, a suspensão da execução do contrato por parte da empresa”, diz a Terracom.

Segundo a empresa, 30% da coleta de lixo em São Vicente também foi retomada por causa do avanço nas negociações com a prefeitura para o pagamento dos débitos, que totalizam R$ 8.971.692,11.

A suspensão dos serviços também havia atingido a cidade do Guarujá, no litoral norte, mas a coleta já foi normalizada por determinação judicial, expedida na última sexta-feira (11).

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212