Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Fechamento da TransAsia desencadeia vários protestos em Taiwan - Jornal Brasil em Folhas
Fechamento da TransAsia desencadeia vários protestos em Taiwan


O repentino anúncio de dissolução da companhia aérea TransAsia, do Taiwan, provocou fortes protestos de seus 1.795 funcionários e sérias preocupações nas agências de viagens.

A empresa iniciou hoje sua primeira negociação com representantes sindicais, após uma noite de protestos, e prometeu cumprir com todas suas responsabilidades.

Após o anúncio do fechamento da TransAsia, seus funcionários formaram uma nova representação sindical e protestaram na frente da sede da empresa, pedindo melhores condições do que as previstas na Lei do Trabalho para as demissões, segundo o porta-voz sindical, Pang Min-yi.

A companhia aérea apresentou um plano de demissão em massa, confirmou o Departamento de Trabalho de Taipé e, segundo seus próprios dados, seu fechamento afetará cerca de 100 mil passageiros, que devem ser compensados.

Após o anúncio na terça-feira do fechamento da companhia aérea por causa de dificuldades financeiras, seu presidente, Vincent Lin, explicou que nos dez primeiros meses de 2016, a empresa teve prejuízo de US$ 84,38 milhões.

As perspectivas para o futuro não são otimistas, tivemos que tomar a dolorosa decisão de dissolver a companhia, anunciou Lin em entrevista coletiva.

Lin disse que TransAsia tem fundos suficientes para cobrir os pagamentos aos passageiros, funcionários e fornecedores, com um capital desembolsado de mais de US$ 218,75 milhões e ativos no valor de quase US$ 156,25 milhões, superando os seus passivos.

A empresa dispõe de um fundo mútuo de US$ 37,50 milhões e espera dedicar parte desta quantia para indenizar os funcionários pela demissão e indenizar os passageiros, disse o executivo-chefe da empresa, Liu Tung-ming.

Os acidentes de 2014 e 2015 (com 91 mortos no total), a forte concorrência no setor e a queda do turismo chinês para Taiwan, são alguns dos fatores que contribuíram para o acúmulo de perdas na empresa.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212