Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Número de casas com computador tem queda pela 1ª vez em 7 anos - Jornal Brasil em Folhas
Número de casas com computador tem queda pela 1ª vez em 7 anos


O número de domicílios brasileiros que possuíam microcomputador em 2015 caiu pela primeira vez desde 2008, segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostras de Domicílios (Pnad) 2015, divulgada hoje (25), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A redução foi de 3,4% em relação ao ano anterior na primeira queda desde 2008. Dos 31,4 milhões de domicílios com computador em 2015, desse total 27,5 milhões de unidades domiciliares tinham computador com acesso à internet. As proporções de domicílios com microcomputador (46,2%) e com microcomputador com acesso à internet (40,5%) também caíram 2,3 e 1,6 pontos percentuais, respectivamente, na comparação com 2014.

Quando o computador da casa da professora de inglês carioca Marilene dos Santos, 41 anos, quebrou, ela decidiu que não valia a pena comprar outro. “Já quase não usávamos. Acho que quebrou por falta de uso. Tudo o que fazia nele, agora faço no meu celular de onde quiser. Acho que a tendência é esse bem deixar de existir”, disse ela.

O Norte e o Nordeste apresentaram as menores proporções de domicílios com microcomputador (26,7% e 30,3%, respectivamente). Em relação a 2014, os domicílios com algum tipo de telefone praticamente não variaram (93,3%), enquanto os lares com celular cresceram 1,7 ponto percentual chegando 39,5 milhões de residências (58%). Esse aumento foi maior nas regiões Norte (74,7%) e Nordeste (72,8%).

Em 2015, cerca de 139 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade tinham celular, um crescimento de 1,8% (2,5 milhões de novos celulares). A faixa de pessoas com posse de telefone móvel celular, que em 2014 era de 77,9%, passou a 78,3% do total. A região Sudeste teve maior crescimento em números absolutos (1,4 milhão de pessoas). Em termos relativos, o Centro-Oeste obteve o maior crescimento (3%), seguido do Sudeste (2,2%), Sul (1,9%), Norte (1,3%) e Nordeste (0,8%) .

Internet tem crescimento

O acesso à internet cresceu 7,1% em 2015 e aproximadamente 102 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade acessaram a rede. A proporção de internautas passou de 54,4% para 57,5% da população entre 2014 e 2015.

O crescimento ocorreu em todas as regiões, mas foi maior no Centro-Oeste (8,7%), no Nordeste (8,4%) e no Sudeste (6,8%). O maior contingente de internautas (65,1%) estava no Sudeste, seguido do Sul (61,1%), Centro-Oeste (64%), Norte (46,2%) e Nordeste (45,1%).

Os adolescentes foram os que mais acessaram a internet, sobretudo, os de idade entre 15 e 17 anos e de 18 ou 19 anos (82% e 82,9% do total de usuários). Entretanto, na comparação com 2014, os maiores aumentos de usuários foram observados nos grupos de 40 a 49 anos de idade e de 50 anos ou mais (13,9% e 20,1%,respectivamente).

Acesso à máquina de lavar continua crescendo

Ainda de acordo com o IBGE, o número de domicílios brasileiros com máquina de lavar roupa aumentou 5,7% em 2015 na comparação com 2014. Cerca 61% dos 68 milhões de lares estimados no país tinham esse bem durável.

As regiões Norte (39,5%) e Nordeste (30,7%) ficaram abaixo da proporção média do Brasil relativamente à posse do bem. Já fogão (98,8%), geladeira (97,8%) e televisão (97,1%) estavam presentes em quase a totalidades das moradias do país.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212