Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Renan critica “falsas polêmicas” e diz que votações de reformas estão mantidas - Jornal Brasil em Folhas
Renan critica “falsas polêmicas” e diz que votações de reformas estão mantidas


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), minimizou hoje (25) as repercussões da crise política gerada pela saída do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, que classificou de “falsas polêmicas”. Em nota divulgada à imprensa, Renan reiterou o apoio ao presidente Michel Temer e disse que os parlamentares precisam concentrar esforços nas pautas de reformas que serão votadas nos próximos dias no Congresso.

“As alegações do ex-ministro da Cultura [Marcelo Calero] não afetam o presidente Michel Temer, que reúne todas as condições para levar adiante o processo de transição. As mexidas ministeriais tampouco afetarão o calendário de votações do Senado, que inclui a PEC [Proposta de Emenda à Constituição] do limite de gastos e o projeto de abuso de autoridades”, diz a nota divulgada pela assessoria de imprensa da Presidência do Senado.

No texto, Renan destaca diversos projetos que estão na pauta do Senado para os próximos dias e ressalta que, se for preciso, Senado e Câmara cancelarão o recesso legislativo para garantir as votações.

“Se necessário, o recesso parlamentar de fim de ano será cancelado para viabilizar essa agenda de desenvolvimento no país que integre os Três Poderes da República. A Câmara dos Deputados, presidida pelo deputado Rodrigo Maia, consciente da gravidade do momento, tem diante de si essa mesma oportunidade e pode adotar votações expressas.”

Renan Calheiros também destaca no texto a necessidade de união do país diante da crise. “O momento é de ultrapassar falsas polêmicas e assegurar a união em torno de uma agenda, sob o risco de esgarçamento da crise econômica com imprevisíveis desdobramentos sociais.”

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212