Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Depoimento de Calero não aponta pressão do presidente, diz ministro da Justiça - Jornal Brasil em Folhas
Depoimento de Calero não aponta pressão do presidente, diz ministro da Justiça


O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse hoje (25) que o depoimento do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, à Polícia Federal deixa claro que o presidente Michel Temer não pressionou Calero em favor de interesses de Geddel Vieira Lima, que hoje (25) deixou a Secretaria de Governo.

Calero conversou com Temer sobre suposta pressão que teria sofrido por parte de Geddel para liberar a construção de um edifício de alto padrão em Salvador no qual Geddel teria adquirido um imóvel. O empreendimento foi embargado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) por estar localizado em área tombada como Patrimônio Cultural da União.

“Basta ler o depoimento que está em todas as redes sociais para ver que o presidente simplesmente indicou ao ministro Calero que, se achasse o caso, consultasse a AGU [Advocacia-Geral da União], tanto que o próprio ministro entendeu por bem não consultar”, disse Alexandre de Moraes.

Calero pediu demissão na sexta-feira (18) e, na quarta-feira (23), prestou depoimento à Polícia Federal quando disse que o presidente Michel Temer o havia enquadrado e sugerido uma saída por meio da Advocacia-Geral da União para o caso. Por meio do porta-voz Alexandre Parola, Temer disse que buscou arbitrar conflito entre ministros e negou que teria pressionado Calero por uma saída do caso.

O ministro da Justiça disse ainda que serão apuradas as informações divulgadas pela imprensa de que Calero gravou conversa que teve com o presidente Michel Temer e integrantes do governo. “Há os boatos sobre se há ou não gravação, isso vai ser apurado para verificar em que condições foram feitas, se é que realmente foram feitas”, disse em entrevista a jornalistas após participar de evento do PSDB no auditório da Câmara dos Deputados.

Alexandre de Moraes informou que o depoimento de Calero foi encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) que abriu vistas para a Procuradoria-Geral da República. “O procurador-geral da República vai analisar se vai ou não insistir nesse pedido de abertura de inquérito”, disse.

Em nota, divulgada hoje (25), o ex-ministro Marcelo Calero nega ter marcado audiência com o presidente Temer para gravar a conversa. A respeito de informações disseminadas, a partir do Palácio do Planalto, de que eu teria solicitado audiência com o presidente Michel Temer no intuito de gravar conversa no Gabinete Presidencial, esclareço que isso não ocorreu. Durante minnha trajetória na carreira diplomática e política, nunca agi de má-fé ou de maneira ardilosa. No episódio que agora se torna público, cumpri minha obrigação como cidadão brasileiro que não compactua com o ilícito e que age respeitando e valorizando as instituições.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212