Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


09 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Após Fidel, vendedores de imóveis em Cuba sonham alto - Jornal Brasil em Folhas
Após Fidel, vendedores de imóveis em Cuba sonham alto


Os corretores de imóveis que passam o dia na Avenida Paseo de Martí, conhecida como Prado, em Havana, esperam que a morte de Fidel Castro leve seu irmão e sucessor Raúl a abrir mais a economia e incentivar os negócios.

Desde 2011, a compra e a venda de imóveis foi facilitada para os cubanos. Um apartamento de dois quartos sai por 15 000 cucs, a moeda conversível para turistas que quase equivale ao dólar. Em moeda brasileira, o montante daria cerca de 50 000 reais.

Apesar da pechincha, as regras são muito rígidas, o que dificulta a compra por estrangeiros. Os apartamentos só podem ser vendidos para alguém com documento de residência na ilha.

Os corretores se oferecem para resolver isso com um casamento arrumado. Por mais 4 000 cucs (14 000 reais), eles encontram uma cubana disposta a subir ao altar.

Depois da cerimônia, eles calculam que o documento de residência chegue em três meses. Então, o estrangeiro, agora meio-cubano, já poderia separar-se e tocar a vida normalmente.

As amarras burocráticas, obviamente, fazem com que os negócios não prosperem como o esperado.

“Agora que Fidel morreu, Raúl vai poder fazer o que bem entender e abrir mais a economia”, diz um dos corretores no Prado.

Outro corretor, quando entrevistado por uma finlandesa com câmera de vídeo na mão, teceu vários elogios ao ditador falecido: “Fidel ajudou Cuba a dar um salto. Ele tinha um plano na cabeça. Agora, estamos todos muito tristes com sua morte”, disse ele para a estrangeira.

 

Últimas Notícias

Petrobras demite funcionários com prisão decretada na Lava Jato
Porto de Santos movimenta 110 milhões de toneladas de carga em 2018
Alimentos da cesta básica estão mais caros em 16 capitais brasileiras
Vendas internas de veículos novos têm melhor resultado desde 2015
BNDES lança programa para atender startups
Mercosul e UE retomam negociação com expectativa de acordo até março
Poupança tem menor captação para meses de novembro em três anos
Toma posse diretoria da nova Agência Reguladora de Mineração

MAIS NOTICIAS

 

Moro reafirma “confiança pessoal” em Onyx
 
 
Após discussão, votação do Escola sem Partido em comissão é suspensa
 
 
Senado aprova projeto que congela distribuição de recursos do FPM
 
 
Crediário e cartão são os maiores responsáveis pela inadimplência
 
 
Balança comercial tem segundo melhor superávit para meses de novembro
 
 
Enel anuncia R$ 3,1 bi em distribuição de energia em São Paulo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212